manifesto das artes

Sejam bem-vindos a um universo não tão óbvio!

Jeferson Corrêa

Jeferson Corrêa é escritor, autor do livro "Além do que os olhos podem ver". É também organizador de eventos, blogueiro e apaixonado por todas as formas de artes.


Contato:

[email protected]

El Efecto: A banda revolucionária que todo brasileiro deve conhecer!

Melodias criativas que misturam tudo o que a música tem de melhor com letras reflexivas e criticas sociais. Senhoras e senhores, apresento-lhes, El Efecto! Uma banda nacional de estilo inclassificável que usa a cantiga como arma contra as mazelas e injustiças sociais flertando com diversos estilos musicais.


El.jpg

Em Junho de 2013 a insatisfação popular espalhou-se pelas ruas de diversos estados do Brasil em busca da redução de 0,20 centavos nas passagens dos transportes coletivos. As Manifestações em nosso país foram assunto internacional, tomou conta da programação de todas as mídias que cobriam desde os manifestantes pacíficos, os vândalos e a repressão policial. E neste período histórico que vivemos era de se esperar que artistas se mobilizassem a favor ou contra o movimento. E assim ocorreu. Alguns aproveitaram o momento para criar videoclipes e músicas como forma de apoio aos manifestantes como Tom Zé, O Rappa, Leoni, etc. Entre diversos cartazes de reivindicações populares que clamavam por mais justiça, saúde, educação e transparência política, encontrava-se facilmente alguns com os dizeres: "Pedras e sonhos são nossas únicas armas", "Se a gente canta em coro é mais forte o som da nossa voz". Trechos respectivamente das músicas "Pedras e Sonhos" e "Os "Assaltimbancos" do Cd "Pedras E Sonhos" da banda El Efecto que não havia feito nenhuma música especifica para os movimentos, contudo já possuía um histórico que abordava o tema.

Mas quem são eles?

eln efcto.jpg

El Efecto: Uma banda plural num mundo musical singular

A banda independente formada por Bruno Danton (guitarra, cavaquinho, trompete e voz), Tomás Rosati (voz, percussão e clarinete), Eduardo Baker (baixo), Pablo Barroso (guitarra e voz) e Gustavo Loureiro (bateria), é altamente original. Com uma sonoridade incrivelmente plural que mescla rock alternativo, punk, hardcore, baião, xaxado, reggae, blues, sertanejo, gospel, soul, batidão carioca, tango, música erudita, pop, experimental entre outros estilos. A lista é imensa!

El Efecto não se limita a um estilo característico, tornado-o inclassificável e único. Eles se definem como cinco caras instigados, de malemolência sintática coerente e ritmos, vozes e instrumentos diferentes musicando tudo em harmonia. As letras de suas canções são extremamente bem escritas. Poesia pura. Reflexivas, diretas, criticas, ácidas e irônicas. Que cantam sobre política, especulação imobiliária, remoções de comunidades, o descaso, comportamento humano, consumismo, reforma agrária, religião, manipulação midiática, luta das minorias. Tudo isso usando a criatividade que lhe é característica com o uso de trocadilhos, jogos de palavras com ditados populares e neologismos.

"Pra matar índio quem chegou de caravela? Cabral! Cabral! Cabral! Pra matar pobre que chegou lá na favela? Cabral! Cabral! Cabral!"

Com atualmente onze anos de banda, eles começam a ter seu merecido reconhecimento e vivem seus melhores momentos. O Cd "Pedras e sonhos", o mais recente, foi bastante divulgado, sendo compartilhado nas redes sociais no período de protestos. Sendo a música "O encontro de Lampião com Eike Batista", a mais conhecida. Uma espécie de "cordel/xaxado com rock progressivo" que canta sobre o conflito do cangaceiro Lampião contra a figura do megaempresário Eike Batista. A excelente música usa da fantasia para abordar sobre problemas reais como o conflito de interesses de investidores e empresários, toda especulação imobiliária e as remoções de comunidades; E conta no momento com 236.808 visualizações no Youtube.

"Uns hômi tudo de preto, peste vinda do futuro" Que pra não olhar no olho veste óculos escuro. Um se aprochegou do bando, grande pinta de artista. Disse com ar de desprezo, muito seco e elitista: “- Calangada arreda o pé, que agora isso é de Eike Batista…”

Tudo começou em 2002 onde lançaram "Como Qualquer Outra Coisa", o primeiro álbum que contém 7 faixas. Como+Qualquer+Outra+Coisa+como.jpg

Onde a banda já mostrava seu espírito questionador com a música de abertura "Tilt".

"Vamos todos celebrar! O progresso chegou trazendo fome, miséria, desemprego e dor. Eu me sinto humilhado e guardo rancor pois no trabalho eu fui trocado por um robô"

Em 2008, foi a vez "Cidade das Almas Adormecidas" . Álbum com 10 faixas.

Cidade+das+Almas+Adormecidas+cidade.jpg

Que assim como o cd anterior, a primeira música também expressa forte indignação: "Necessidades básicas."

"Nós precisamos de comida, água e luz. Eles conservam a fome, a seca e a escuridão. Nós precisamos lutar contra as diferenças sociais. Eles precisam lucrar cada vez mais"

O tempo passou e eles felizmente não estagnaram, lançaram em 2010 o EP "Novas Músicas Velhas Angústias". Que possui somente duas faixas: " Os seres" e "Ciranda".

Novas+Msicas+Velhas+Angstias+novas.jpg

"Eu sou invisível e ninguém se choca mais. A miséria e a pobreza se tornaram tão banais. Eu sou invisível e ninguém nem sente dó. Faço parte da paisagem como lixo e outdoor"

E eis que em Setembro de 2012, surge o álbum que faria o El Efecto ser mais conhecido, a obra de arte nacional com 9 faixas chamada " Pedras e sonhos" el6.jpg

"Pedras são sonhos na mão, voam na imensidão. Ideias que ganham vida e criam asas. Voam na imensidão, meus sonhos minha canção. Pedras e sonhos são nossas únicas armas"

El Efecto sem dúvida alguma é a banda que todos que buscam conteúdo em letra e música nacionais estavam esperando. É a representação da renovação musical que transcende, transgride, liberta e reflete. Do espírito inquieto e ideológico da juventude. Da quebra de conceitos. Da cantiga como arma. Do coquetel molovot em forma de canções. Algo que há tempos não se vê na mídia tradicional, mas que graças a internet podemos descobrir e nos deliciar com este som peculiar e revolucionário.

el5.jpg

"A gata, a galinha, o jumento e o cachorro. Resgatam memórias que pedem socorro. Máscaras em nome de uma só voz. E no mundo dizem que são tantos como somos nós. O peso da terra, o preço da guerra, quem é que carrega?"

Para todos os interessados pelo ótimo trabalho da banda, toda sua discografia está disponibilizada gratuitamente no seu site oficial: http://www.elefecto.com.br/

Há também sua página: "El Efecto (Rio de Janeiro/Brasil)" e seu perfil: "El Efecto" no Facebook.

Para finalizar, minha canção favorita da banda. " Adeus Adeus":

"Daqui pra frente é tudo com a gente. Então que seja o que a gente quiser. Será que é pecado crer que é na gente que a gente deve crer?"


Jeferson Corrêa

Jeferson Corrêa é escritor, autor do livro "Além do que os olhos podem ver". É também organizador de eventos, blogueiro e apaixonado por todas as formas de artes. Contato: [email protected]
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/musica// @destaque, @obvious //Jeferson Corrêa
Site Meter