mapa de pensamentos

Entenda a compreensão e compreenda o entendimento...

Victor Almeida Moreira

E quando tudo mais se der por acabado, eu lhe garanto: ainda restará uma análise, um pensamento, uma imaginação...

REFLEXÕES DE UM CORAÇÃO MACHUCADO

Longe de mim querer definir, redefinir ou analisar a etimologia das palavras "entregar" e "doar". Apenas as utilizarei para uma diferenciação semântica da qual faz sentido na minha cabeça, tomando como ponto de vista minha vivência e a minha experiência.


1964737_413522702116552_1235229249_n.jpg

Entregue-se menos... Doe-se mais

Entrega-se ao outro aquele que busca uma recompensa; respostas que sempre o favoreça. Entrega-se ao outro aquele que quer domínio, que quer posse. Entrega-se ao outro aquele que fica doente de vontade e se revolta por não poder possuir. Entrega-se ao outro aquele que cuida por um motivo favorável a si próprio. Entrega-se aquele que é fiel apenas quando se está fisicamente ao lado do outro, mas não de outra forma. Entrega-se ao outro aquele que possui uma paixão indomável e uma devoção cega, da qual não se preocupa com as consequências. Entrega-se ao outro aquele que quer ser melhor. Entrega-se ao outro aquele que quer competir por atenção. Entrega-se ao outro aquele que eleva a voz na busca do seu intuito. Entrega-se ao outro aquele que espera receber mais do que dá.

Entenda. Qualquer um aprende a se entregar, porque para isso você não precisa abrir mão do seu orgulho, nem das suas relações paralelas. Entregar-se, ao contrário do que se pensa, não exige tanto esforço altruísta, tão pouco renúncia em nome da fidelidade. Entrega-se muitas vezes por ano, talvez muitas vezes por semana (é surpreendente, eu sei!). Mas doar-se...

Doa-se ao outro aquele que, racionalmente, não discerne a felicidade de seu companheiro da sua própria. Doa-se ao outro aquele que transforma a ausência de quem se ama em presença emocional, quase tangível. Doa-se ao outro aquele que sabe ser fiel nas conversas alheias e sorrateiras de fim de noite. Aquele que sabe respeitar o outro perto ou longe; sozinho ou acompanhado; junto ou separado; magoado ou renovado; feliz ou abatido. Doa-se ao outro aquele que sabe colocar seus instintos naturais bem abaixo do respeito. Doa-se ao outro aquele que zela por cuidado, que cuida por afinidade, que desapega por apego. Doa-se ao outro aquele que sabe silenciar sem ser hostil. Doa-se aquele que sabe ser intenso sem perder a moderação. Doa-se ao outro aquele que corrige sem perder a ternura; aquele que tem prazer de ensinar com carinho. Doa-se ao outro aquele sabe dar atenção mesmo quando um milhão de outras pessoas tentam lhe distrair. Doa-se ao outro aquele que ama.

Poucos sabem se doar, pois requer criação de diretrizes internas que te farão seguir princípios preciosos, que lhe permitirão, todas as noites, deitar a cabeça no travesseiro em paz. Requer prática da amizade sincera e entendimento profundo de que estar junto não significa, necessariamente, estar colado. Requer disciplina afetiva e respeito pleno. Se você é do tipo de pessoa que se entrega, por favor, não se ofenda.

Perceba: entregar-se ao outro não deixa de ser uma virtude. Mas doar-se é quase sublime...


Victor Almeida Moreira

E quando tudo mais se der por acabado, eu lhe garanto: ainda restará uma análise, um pensamento, uma imaginação....
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @destaque, @obvious //Victor Almeida Moreira