marwiocamara

Escrevo, logo existo!

Márwio Câmara

Escritor, jornalista e um apaixonado pelas artes. Escreve porque sua voz está na escrita.

130 anos de Franz Kafka

Há 130 anos atrás nascia um dos escritores mais influentes do século XX, reverenciado por leitores, escritores e estudiosos, que ainda hoje interessam-se pelas suas obras que têm como diretriz principal os problemas do homem moderno.


franz-kafka-header.jpg O escritor Franz Kafka em ilustração acima.

Há 130 anos nascia Franz Kafka, autor de Metamorfose, uma breve novela, publicada em 1915, que antecipa os problemas do homem moderno, arquitetada com boas doses de realismo fantástico.

A narrativa começa com Gregor Samsa, um caixeiro viajante que, em certa manhã, acorda num corpo transfigurado de um inseto. É claro que o livro não se reduz apenas ao evento em si, na verdade, vai muito além, e aborda sobre questões fundamentais do homem ante à sociedade — ganhando também um caráter crítico-filosófico.

Para quem ainda não leu, fica aí a dica. O livro custa baratinho em versões pockets.

DEUS ME ABENÇÕE SEMPRE.bmp Homenagem feita pelo Google em sua página de busca aos 130 anos de aniversário do escritor, numa alusão ao seu emblemático personagem da novela Metamorfose.

Curiosidades sobre o autor:

Nasceu em 3 de julho de 1883, em Praga, localizada na Austria-Hungria, atualmente Republica Tcheca;

Considerado um dos escritores mais influentes do século XX, Franz Kafka publicou, além de Metamorfose, vários contos e novelas como: O processo, Carta ao pai, Um artista da fome entre outros;

Suas obras preenchem a escola literária modernista, fomentadas por características que mesclam entre o existencialismo e surrealismo;

Franz era o irmão mais velho de seis filhos;

Durante a Segunda Guerra Mundial, as irmãs de Kafka foram enviadas com suas famílias para o Gueto de Lodz e morreram ali em campos de extermínio;

No ano de 1902 conhece Max Brod, seu grande amigo, a quem viria pedir, em 1922, que destruísse todas as suas obras após sua morte;

Viveu uma torrente de relações amorosas frustantes, as quais nenhuma o levará ao casamento, por vontade própria;

Em vida, o escritor passou por algumas passagens em sanatórios;

Teve o alemão como sua primeira língua, embora fosse quase fluente em tcheco.

Optou em estudar Filosofia, sendo impedido pelo pai. Tendo que decidir entre Química e Direito, Franz opta pela faculdade de Química junto com seu grande amigo Max Brod. Porém após 15 dias abandona o curso, decidindo ingressar para a faculdade de Direito;

A obra Carta ao pai é uma novela de supremacia autobiografica que explora o relacionamento conturbado entre um filho e o pai, que traduz, no aspecto familiar, a vida do escritor;

Kafka morreu num sanatório perto de Viena, onde se internou com tuberculose, em 3 de julho de 1924;

Parte do sucesso que o escritor adquiriu com o decorrer décadas está graças ao pedido não correspondido do amigo Max Brod, que foi contrário em destruir suas obras;

O objetivo do amigo era de que parte dos documentos e materiais de Kafka fosse depositado na Biblioteca nacional de Jerusalém, quando Brod morresse. Pedido não feito por sua secretária e amante, Esther Hoffer, encarregada por tal; que, em 1998, decidiu levar a leilão o manuscrito de O Processo, que viria a ser adquirido, pelo equivalente a cerca de milhão e meio de euros, pelo Ministério da Cultura alemão, ficando depositado na Biblioteca de Marbach am Neckar, uma pequena cidade no Sul do país, no estado de Baden-Württemberg, a uns 35 km de Estugarda.

Mais tarde, o espólio de Kafka seria passado para as filhas de Hoffe, que se deteram dos direitos autorais do escritor;

O Estado de Israel decidiu intervir, reivindicando o espólio para a Biblioteca Nacional de Jerusalém. Soube-se então que outra parte do espólio estava depositado há várias décadas e ainda por iniciativa de Max Brod, num banco na Suíça.


Márwio Câmara

Escritor, jornalista e um apaixonado pelas artes. Escreve porque sua voz está na escrita..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/Literatura// @destaque, @obvious //Márwio Câmara