matchbox

" Porque são nas menores caixas que cabem as grandes coisas "

Lucas de Siqueira

Creio na incongruência relativa. Na constância da criação. No que existe entre o que vem, e o além, no que está depois do tempo. Escrevo, logo existo.

  • homem-vitruviano-leonardo-da-vinci-2012-size-598.jpg
    O que não sabemos sob os cinco sentidos

    Como um fascículo raro e esquecido em uma biblioteca empoeirada que guarda todo o conhecimento do mundo, perdeu-se o sentido da vida. Não se busca. Deixou-se de lado a chave que destranca os mistérios de nossa existência em uma múltipla variedade de concepções que se aferroam, umas contra as outras, destruindo-se, destituindo-se, e se extinguindo. A pergunta nasceu, e a ciência a matou, para que em seguida, a pergunta ressuscitasse e matasse a ciência. Hoje, ambas vivem em discórdia. Morrendo e vivendo, e a vida acontece, neste meio tempo. Não é este o retrato do exato oposto de tudo aquilo que há de mais simples na "verdade da vida"? Será que a busca pela "sobrevivência" e pela "adaptação" tem exterminado constantemente a verdadeira resposta?

  • 758px-Hyewon,_Weolha-jeongin.jpg
    A História da Coreia

    Diferente de um território disputado por duas ideologias completamente distintas, a península da Coreia retém um passado histórico e majestoso de união e sabedoria. Foi somente nos tempos modernos em que ela se dividiu nos dois extremos que hoje conhecemos: um ao norte e o outro ao sul. Precedidos, pois, por eras de fraternidade, a origem e as características marcantes de uma cultura adormecida pelas rixas da atualidade permanecem repletas de significado. Conheça o mito de criação e os precedentes de um país milenar.

  • Soldados americanos segunda brigada patrulha no triangulo da morte Bagdah Iraq Sean Smith.jpg
    Iraque: As Memórias de uma Guerra

    Dez anos se passaram desde a invasão americana no Iraque. O país se encontra em estado calamitoso. A democracia ainda germina como semente em uma estufa banhada de sangue. Em meio às antigas areias do Oriente Médio, vagam na forma de política e lembranças aterradoras, sequelas de um conflito considerado desnecessário. O espectro nebuloso de uma guerra ainda recente desola boa parte da vida dos cidadãos iraquianos: um povo frustrado e ofuscado pela opressão. Hoje, muito tempo transcorreu desde a queda de Saddam, e as supostas armas de destruição em massa ainda não foram encontradas. A memória do que de fato aconteceu sobrevive na fisionomia de civis e ex-combatentes, soldados, membros das forças armadas norte-americanas, que como as únicas testemunhas confiáveis da realidade, remontam a efígie assustadora do caos. Relembre a trajetória da luta armada ao longo de uma década.

  • t.jpg
    A Igreja e o Modernismo - o Deus do Século XXI

    A recente abdicação do Papa Bento XVI fez renascer discussões acaloradas sobre o que acontece por trás do Vaticano. Neste instante, seculares e fiéis de todo o mundo invadem a Cúria Romana com especulações diversas sobre as convicções do pontífice. A Igreja Católica passa por sua mais recente crise. Ela atravessa uma lacuna política, eclesiástica e ministerial, onde líderes e presidentes ainda se ajoelham perante o trono de São Pedro - mas será esta a base e o vínculo de todo o seu significado ou apenas mais uma demonstração de poder? O papel do Bispo de Roma tem sido modificado ao longo dos anos. Conheça o trabalho de Natalia Tsarkova, a retratista oficial do Papa.

  • perseid-meteor-shower-hits-earth-2011-watcher_38899_600x450.jpg
    Efêmeros Viajantes

    Até hoje os únicos invasores que cruzaram a abóboda celeste foram também os que mais deslumbraram a humanidade. Vindos de confins desconhecidos, eles são como mensageiros, que nos lembram da insiginificância da existência. Quando paramos para pensar no tempo em que os cometas levam para orbitar a maior estrela das proximidades, temos uma vaga lembrança do quão passageiros somos neste mundo. Talvez como eles, um dia voltemos a brilhar, exibindo a majestade em meio ao cosmo intermitente. Quantas destas esferas, muitas vezes de formas variadas, já passaram por aqui? E quem? Quem foram os primeiros a observá-las?

  • Lea-Weggr.jpg
    As Visões do Holocausto

    “Uma casa como milhões de outras, em algum lugar na Alemanha. Pessoas simples, como eu e você, moram nesta casa: elas vivem com medo. Não pergunte o que elas temem: elas temem a Gestapo, é claro. [...] O medo está lá: portas furtivamente se abrem e os intimidados residentes olham cautelosamente para ver quem está sendo afetado'. Tudo isso escreveu Lea Grundig, artista e ativista política criada em um lar de judeus durante os anos que precederam a Segunda Guerra Mundial. Sua obra é o encrave de uma mudança política diabólica perpetrada pela história em nosso espírito. Uma insurgência de sadismo imperscrutável contra o homem. Grundig, traz visão de quem esteve, tocou e já sentiu, resistiu à própria morte nos terríveis campos de concentração da Alemanha Nazista. Lea é, antes de tudo, uma sobrevivente.

  • knights-templar-4.jpg
    A Verdadeira Face do Messias

    “Assim é que Cristo devia ser: um homem de compleição vigorosa e firme, de aspecto majestoso, de rosto visivelmente formoso. Um ser humano excepcional, de incomparável personalidade.” As imagens transladadas no Sudário de Turim têm comovido fieis ao redor do mundo há milhares de anos. O santo lençol que supostamente recobriu o corpo de um dos homens mais importantes da história tem ficado suas raízes de razão em provas de uma fé incontestável: “Para quem crê, nenhuma prova é necessária, mas para o cético, nem toda a ciência seria capaz de convencê-lo.” Independente de ser fato, ou simplesmente alguma crença, o Sudário é uma prova concreta de que alguém há muito tempo padeceu de sofrimento conforme os Evangelhos. A Ciência contesta, mas a Igreja vocifera com relíquias. Dezenas, centenas, milhares delas. O objeto de fidúcia e de extrema confiança que marcou o jubileu da virada do milênio tem na fé, a mais potente força do universo, cravada uma mensagem: a biografia de uma lenda. A peripécia dos homens. A catarse que elevaria aos céus um homem que se tornou um deus. A fábula de um asceta que teria vivido há exatos dois mil e doze anos. Esta historia é ainda hoje envolta de mistérios. Afinal, quem é Jesus Cristo?

  • GraceTracyGoliath_20091.jpg
    O Corpo em Prosa de McGinley

    Ryan McGinley é famoso por conduzir sessões de fotografia na Ilha Manhattan. Em seus trabalhos, ele transmite através da natureza, impressões de liberdade e de hedonismo, inocência, voluptuosidade e de inconstância corporal. A mais tênue das linhas psicológicas que separam o feminino do masculino, são para ele, inexistentes, e para quem olha, um simples bruxuleio de impermanência temporal. Através do nu humano, ele resgata e reafirma a elucidante transparência do que há dentro de nós: intensidade, doçura, suntuosas curvas de beleza. Naturalidade. A infantil mortalidade.

  • 6_NG2+-Flare.jpg-1.jpg
    Greg Dunn e as Sinapses Artísticas

    A vida copia a arte, a arte copia a vida, ou ambos copiam o universo?
    Seja o que for, desfrutar das belezas no interior das galáxias e explorar os mistérios da neurociência são duas coisas de grandezas tão equiparáveis que nunca antes estiveram tão próximas do discernimento científico como agora.
    Enquanto os cálculos da álgebra e os números da astrofísica formulam hipóteses grandiosas para o funcionamento de ambos, em algum lugar no meio das estrelas, um neurocientista um tanto quanto inovador decide por em cores através da arte aquilo que nosso cérebro percebe como a simples diferença das frequências vibratórias das ondas eletromagnéticas: Sinapses cerebrais. Pensamento. Arte e emoção. Onde é que estas coisas são formadas? Por que motivo unificá-las?
    O cérebro, por mais complexo que ele seja, parece às vezes ignorar que ele é tão poeira das estrelas quanto aquilo que à milhares de anos luz o torna similar às nebulosas mais belas desde o fim do Big-Bang - o começo do Universo.
    Conheça o trabalho de Greg Dunn,o neurocientista que decidiu transformar em arte uma das profissões mais complexas que existem. Através das formas e dos traços da vida como um todo, por meio da arte, ele transformou num misto o resultado da união entre a Ciência e da expressão única de nosso Cérebro. Tinta e Percepção. A compreensão de nossas mentes jamais foi tão simples assim.

  • WarChariot-1.jpg
    O Tesouro dos Assírios

    Sumérios e Caldeus, Babilônios e Hititas. O que estes povos têm em comum com os dias de hoje? Não, não é a espera da chegada de um messias, muito menos a de um grande salvador, profeta ou enviado do Dilmun, terra sagrada, mas sim, algo bem distante disto: A ascensão de um inimigo. Sim, a quebra das fronteiras invisíveis entre as nações só ocorreu através da história quando uma ameaça bem maior do que eles mesmos violou os seus terrenos. No combate e nos Jihads, aquilo que o Ocidente chama de preparação e prevenção, é o que os antigos e mais ferozes habitantes da região entre o Tigre e o Eufrates adoravam como deus: A guerra. “Você não pode prevenir e preparar-se para a guerra ao mesmo”, já dizia Albert Einstein, mas é nas palavras de Sun Tzu que se mantém descrito o tesouro dos Assírios: “O principal objetivo da guerra é a paz”. Descubra o legado do primeiro grande império dos homens, e neste mesmo, mergulhe em um mar de história, mitos, sangue e ganância para entender a mente do homem atual - Qual será a nossa ligação com este povo?

  • aramchaos811spl_cold4.jpg
    Marte: O fascínio vermelho

    Século XXI. Depois de atingir o espaço durante a Guerra Fria, a fronteira final torna-se a busca pela vida. Construímos naves, contamos histórias, mitos e lendas sobre ele. A odisseia planetária desvenda tudo, pouco a pouco - somos bebês, engatinhando na era espacial. Marte é um mundo de maravilhas. Ele guarda seus segredos sobre um mar de enigmas, sigilos, mistérios, profundos questionamentos que afogam o ceticismo e nos faz mergulhar na esperança da busca pela vida. Aquele mundo, em um lugar não tão distante, desafia o limite da Ciência. Até onde somos capazes de chegar?

  • isaac-newton (1).jpg
    Deuses: Um estudo sobre a Arte e a Razão

    Apaixonado pelo fato do viver, o ser humano cria meios de gravar a sua existência. A posteridade talvez não conheça os primeiros dos artistas, mas com certeza, seu legado, deixou gravado em nossas mentes em sentido literal que o que existe lá em cima é como o que há aqui embaixo. Fascinantes ou não, os deuses para nós nunca foram suficientes. A arte primitiva é prova que o homem facilmente se deslumbra com o que vê e por consequência, também com o que cria.

  • 000013863.jpg
    Jackie Chan - O Dragão do Cinema Oriental

    Se tem alguém que se destaca no Cinema de ação, esse alguém é o aclamado ator chinês Jackie Chan. Aos seus 58 anos, o também diretor de drama e comédia, tem uma legião de fãs e é conhecido no mundo todo por ser um dos únicos atores que realmente se arrisca em seus papéis, sem o uso de dublê. Um marco, na história do Kung Fu, este homem é também a continuação de um legado de heróis orientais que vêm deixando sua marca em Hollywood há muito tempo.

  • Buenos_Aires-Plaza_Congreso-Pensador_de_Rodin.jpg
    Filosofia: A arte do raciocínio.

    No mundo capitalista em que vivemos as pessoas passaram a evitar questionamentos pois desde pequenos, são estimulados a aceitarem nas escolas. Livros e perguntas, censurados, não mencionam o que é mais importante : A independência do pensamento.
    A história e a filosofia nos mostram que apenas quem pensa sabe realmente o que está lendo, ou até mesmo, observando. Será que a maneira como pensamos não é a mesma com que moldaram o pensamento?

  • jackie wilson 03.JPG
    Jackie Wilson - O Elvis Negro

    Conheça a carreira e o legado deste marco na história do Rock N' Roll que, muitas vezes, passa em branco para alguns. Conhecido como o Elvis Negro, este homem não só influenciou grandes artistas, como também deixou cravado no coração dos homens que a música pode ir muito além de pacificadora interna pessoal. Nascido pobre e em período conturbado, talvez ele se encaixe nas histórias pioneiras que dos guetos tiraram talento em letras de música. Jackie Wilson talvez seja importunado pelo mundo, mas para aqueles que de fato apreciam música, ele só prova que no fundo sempre haverá mais espaço e reconhecimento para aqueles que já se foram e merecem ser lembrados.