matchbox

" Porque são nas menores caixas que cabem as grandes coisas "

Lucas de Siqueira

Creio na incongruência relativa. Na constância da criação. No que existe entre o que vem, e o além, no que está depois do tempo. Escrevo, logo existo.

As visões oníricas de Yoshitaka Amano

Companheiro de longa data de Neil Gaiman e com um grupo seleto de fãs e admiradores, Yoshitaka Amano é conhecido por seu trabalho em Final Fantasy e animes como Vampire Hunter D. Atuando ainda como um ilustrador pouco creditado, Amano não se resume ao mero artista conceitual, mas sim nas palavras que descrevem um criador de mundos que estabelece as novas fronteiras da imaginação humana.



Yoshitaka Amano

Para muito além das concepções de realidade que a arte moderna trouxe ao mundo, encontram-se em destaque as grandes odisséias surrealistas de homens como René Magritte ou Yves Tanguy. Algo ainda mais impressionante do que isso é o fato de que quando a arte conceitual nipônica trabalha nesta área para histórias em quadrinhos e mangás em geral, o irreal apresentado na tela, torna-se de imediato, algo tão belo e convincente que é como se uma metáfora dos sonhos de cada espectador ganhasse então certa autonomia para se mover. É como se a imagem tivesse vida própria, e quando vista pelos olhos certos, decidisse dizer ao mundo aquele significado que por mais que indireto, ela sempre trouxe dentro de si. Yoshitaka Amano, o famoso desenhista japonês, conhecido por seus trabalhos em Final Fantasy e pela parceria com Neil Gaiman, é se não o maior, um dos grandes representantes desta genialidade oriental expressa em traços. Nascido em Shizuoka, no Japão, o jovem Amano começou a ilustrar desde cedo. Ainda pequeno, sabe-se que suas influências vinham desde as mais comuns da década de 60 às mais antigas técnicas de xilogravura japonesas.

4326240853_ffa1882a45.jpgSempre fui fascinado por desenho”, afirma Amano em uma de suas entrevistas, e foi com seus quinze anos de idade que teve seu primeiro trabalho. Ingressou na pioneira indústria de Animes do mercado, e em uma de suas melhores épocas, acabou trabalhando no traço de personagens históricos. Atuou em séries como Speed Racer, Time Bokan, Tekkaman e Honeybee Huch e foi nelas que ganhou certo reconhecimento. Fã declarado de arte psicodélica, ele afirma ser também um exímio admirador de tudo aquilo o que cerca a Cultura Pop. Ele já deixou isso em evidência, e inclusive disse ao mundo que foram justamente pessoas como Neal Adams, escritor responsável pela criação de versões das aventuras do Batman, Superman e dos X-men, que o motivaram tanto para a arte em geral quanto para a vida que decidira levar desde então.

Interessante notar, que no fato de que a maioria de seus trabalhos, diferente de outros artistas e mangakás, ele prefere não se utilizar de características tão comuns da arte oriental. Hoje em dia, e cá entre nós sempre foi assim, ao se ler um mangá ou ver um anime, não passam despercebidos os famosos olhos avantajados japoneses e muito menos os traços que, demarcados nos personagens, ressaltam e muito a emoção de cada um deles. Para Amano isso é simples, e resume-se em apenas uma lei: Não existe e nunca vai existir, muito menos acontecer em seus desenhos. Em suas ilustrações, as sensações que pretende passar com cada imagem fica completamente a critério do observador. É de costume que elas estejam nas cores , ou ainda no traço, mas lembrem-se que o bom e velho Yoshitaka é um homem muito enigmático - adora mistérios. Thumbnail image for Yoshitaka_Amano_Hiten_-_p052.jpg Já as nuances, são também outro fato interessante em seus trabalhos. Nos cenários apocalípticos e mitológicos, ou onde há uma enorme dicotomia de cores, elas nunca estão relacionadas diretamente à morte, aos vilões ou aos personagens em si. Diferente do de costume, Amano costuma usar traços mais leves, exatamente como se trabalhasse no contorno de uma mulher em todos os seus desenhos. E esta, quando retratada, não difere dos homens, utiliza-se de maneirismos mais rústicos e robustos, que na maioria das vezes acabam sendo obscuros. Por mais que o artista se expresse de uma maneira distinta e sem precedentes, em cada um de seus trabalhos, o que persiste é a maneira única como a realidade é por ele retratada. Thumbnail image for Minitokyo.Couple Yoshitaka.Amano_92224.jpgThumbnail image for 936full-yoshitaka-amano.jpg É como se observássemos o resultado de um experimento alquímico, onde uma mistura de viagens astrais com sonhos de paranóia etérea, embolados de personagens e cores de traços mais escuros, resultassem em uma misteriosa arte surreal, que ainda que não se utilize de características destas, para nós é como mais uma das janelas para um outro mundo. Atualmente ele trabalha em conjunto com a Square Enix, onde lá o artista prefere dançar conforme a música. Diferente de muitos outros que acabam forçando sua criatividade, ele simplesmente espera pela inspiração, que como dita em uma de suas entrevistas, "simplesmente vem de cima". 125848.jpg Para finalizar, afirmo que ver Amano, é como sonhar acordado olhando para uma tela. Tem-se uma epifania de cores em traços, uma relação jamais vista entre a realidade existente e os mitos covalentes. Amano é sem dúvida um homem excepcional, e além de suas influências e trabalhos de grande fama, possui também uma enorme quantidade de fãs. Ele é digno disso, e de fato o merece. Sua arte inova, embora traga lá os seus conceitos mais antigos. Ele cria. Ele pinta. Ele faz! Ele é Arte!

Lucas de Siqueira

Creio na incongruência relativa. Na constância da criação. No que existe entre o que vem, e o além, no que está depois do tempo. Escrevo, logo existo..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
x3
 
Site Meter