mixórdia

Uma mistura à base de música, teatro, cinema, prosa, poesia e café.

Laura Campos

Publicitária em horário comercial e escritora em todas as horas do dia.

O lado solo de Robert Plant

Lendário vocalista do Led Zeppelin, um dos maiores nomes do rock de todos os tempos. Dono de um timbre único e agudos inconfundíveis até os dias de hoje. Senhoras e senhores: este é Sir Robert Anthony Plant.


O ano é 1968; o ano que não terminou.

  • • A Guerra Fria ainda assombrava a política internacional e a Guerra do Vietnã deixava sua marca cruel na História do século XX.
  • • No mundo todo, movimentos estudantis ganhavam força no combate ao conservadorismo.
  • • O Brasil travava sua própria luta contra o regime militar.
  • • A ideologia hippie por um mundo com mais paz e amor para todos fazia a cabeça dos jovens e de quebra influenciava a moda das calças de bocas largas, couro e tecidos que explodiam cor.

Nas palavras do escritor Zuenir Ventura, “Em 1968, morria-se de tudo, menos de tédio”.

hair.jpg Todos os direitos reservados a MGM Studios.

Nesse contexto, o cenário musical também fervilhava: o Brasil conhecia a novidade da Tropicália e grandes nomes como Janis Joplin e Jimmy Hendrix faziam a trilha sonora internacional da nova geração do rock, que teve entre seus pontos mais altos o festival de Woodstock, no ano seguinte.

E na Inglaterra dos Beatles e Rolling Stones, nascia uma das maiores bandas do mundo: o Led Zeppelin.

Roman_Rice - live in England.jpg Todos os direitos reservados.

“It’s been a long time since we’ve rock ‘n roll”

Foram 9 discos em cerca de uma década, milhares de shows ao redor do mundo e canções que encheram os ouvidos do público e se tornaram verdadeiros hinos como Rock 'n Roll, Black Dog, Immigrant Song, Whole Lotta Love e a, por último, mas não menos conhecida, Stairway to Heaven.

Após o término do grupo no início da década de 1980, Robert Plant, Jimmy Page e John Paul Jones só voltaram a se reunir em 2007, com Jason Boham assumindo as baquetas no lugar do pai, em um evento beneficente em Londres. O Celebration Day, resultado deste grande concerto, chegou às lojas em 2012.

Os anos tinham passado, mas a canção ainda era a mesma.

Vamos falar de Robert Plant

Terminada a era do Led Zeppelin, o ex-frontman da banda emplacou uma carreira solo com grandes acertos.

discos.jpg

O primeiro disco, Pictures of Eleven, chegou ao mercado no ano de 1982, em paralelo com o CODA, que marcou o encerramento definitivo da trajetória de inéditas do Led Zeppelin.

Na sequência, Plant emplacou grandes parcerias: com Jimmy Page, retomando alguns sucessos e experimentando outras sonoridades num trabalho que rendeu dois discos e uma série de shows, além do projeto em conjunto com a cantora e violinista Alison Krauss, um trabalho muito bem recebido pelo público e pela crítica no álbum Raising Sand, que garantiu à dupla seis prêmios Grammy.

Ainda buscando novos caminhos musicais, o sir do rock britânico retomou os trabalhos com sua antiga banda Band of Joy e, em sua mais recente empreitada, se juntou aos The Sensational Space Shifters que, segundo o próprio Plant, têm seu estilo formado por “influências coletadas em uma vida inteira de meandros e caminhadas”.

Avaliando a trajetória

Se à primeira vista os trabalhos pós-Led Zeppelin podem parecer somente uma grande miscelânea de gêneros e experimentações musicais, ao se analisar a carreira solo de Robert Plant o que se pode ver é um artista mais maduro, com vocais menos agudos do que aqueles que o consagraram, mas nem por isso menos impressionantes ou com menor qualidade.

O bom e velho rock ‘n roll não foi deixado de lado em nenhum momento, mas Plant provou que ainda tem muito o que mostrar ao público, equilibrando novas canções e os antigos sucessos, executados com maestria sob novas roupagens em suas apresentações ao vivo.

solo.jpg

Robert Plant é rock, é folk, é blues e abusa da modernidade do ritmo eletrônico sem se esquecer das raízes da música folclórica, com clara influência árabe e africana. E é justamente toda essa multiplicidade que o destaca até os dias de hoje como um dos melhores vocalistas de todo o mundo.

Vida longa!


Laura Campos

Publicitária em horário comercial e escritora em todas as horas do dia..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/musica// //Laura Campos