João Cefali

Criador criativo de criações aleatórias

Pequenos luxos humanos

A natureza do ser humano é a beleza e pureza, a harmonia que foi corrompidada sutilmente durante decadas de lavagem cerebral imperceptiveis a nível consciente. Pensar começou a doer e dar muito trabalho. Questionar deixou de ser uma condição inerente para a consolidação do caráter e, aceitar(engolir) o que estão nos propondo ficou muito mais fácil do que argumentarmos contra, o poder de persuasão subliminar das "pessoas no comando" é poderosa e terrivelmente eficiente. Eles conhecem as fraquezas e os desejos do homem moderno e, como uma família de leões caçando suas presas, afunilam suas alternativas de escolha, apagando seu caráter e criam um novo ser com uma personalidade programada para viver no mundo voltado para o capitalismo.


O capitalismo atual está tentando, de todas as formas possíveis e improváveis, nos tornar em mercadoria. A propaganda sim vende muito mais do que o produto em si. Vende a ideia do que o consumidor seria se consumisse este ou aquele produto. Até ai nada de novo no fronte de batalha.

FamiliaFeliz.jpg

O homem moderno está vivendo de seus pequenos sonhos de uma vida, segundo ele, melhor, mas utópica como ir a praia no final de semana e não pegar trânsito (no caso de São Paulo/Brasil), de poder desfrutar pos prazeres da igualdade. Até mesmo ser visto como seu semelhante quando mulheres passam a sua frente, desfilando e clamando por atenção. Imaginam luxos como relacionamentos sem crises, sem ciúmes, sexo livre e sem compromisso como visionários dos anos 60 tentaram construir, um lugar onde somo todos "irmãos" e todos podem desfrutar das mesmas coisas, da mesma maneira, num ambiente onde até o clima seria ameno e constante praticamente o ano todo. Todos, enfim, integrados, imersos em um sistema auto rregulativo de paz e amor. Frutos de uma mente infantil brincando em seu quarto sozinho.

Isso nada mais parece ser uma corrupção do caráter individual causada pela sociedade comercial, ostentativa e superficial. O que nos restou, aquilo que conseguimos nos transformar: a geração do ter para aparecer.

A natureza do ser humano é a beleza e pureza, a harmonia que foi corrompidada sutilmente durante decadas de lavagem cerebral imperceptiveis a nível consciente. Pensar começou a doer e dar muito trabalho. Questionar deixou de ser uma condição inerente para a consolidação do caráter e, aceitar(engolir) o que estão nos propondo ficou muito mais fácil do que argumentarmos contra, o poder de persuasão subliminar das "pessoas no comando" é poderosa e terrivelmente eficiente. Eles conhecem as fraquezas e os desejos do homem moderno e, como uma família de leões caçando suas presas, afunilam suas alternativas de escolha, apagando seu caráter e criam um novo ser com uma personalidade programada para viver no mundo voltado para o capitalismo.

View image

Corrupção moral. Modelos. Máscaras. Mentiras.

Tudo para proporcionar uma corrida onde vale tudo para alcançar o bem-estar material, imaterial e social, dentro dos parâmetros sociais já inerentes, instalados na mente daqueles que não sabem sequer perguntar. Questionar é estranho e perigoso, o melhor é aceitar o que nos estão propondo. Medo de ficar isolado e ser o "estranho no ninho". O capitalismo, a ostentação fútil deixou o homem frouxo. Isso faz com que ele lote as academias e tente ficar musculoso por fora pois por dentro ele não passa de um bebê chorão, esperando ser guiado por alguém, qualquer um com uma opinião. Não importa quem. Quanto mais o homem enriquece mais covarde ele fica pois mais sucetível ao sistema atual ele se torna. Nada contra o enriquecimento, mas tudo contra o homem covarde que não questiona, não faz perguntas, não discorda. Não luta por seus direitos mas deixa que estes sejam moldados só para poder conseguir mais. O vício ostentativo de mostrar aos outros através daquilo que ele tem é devastador, pois é praticamente invisível. Isso torna o homem viciado em pequenos luxos, frívolus e descartáveis.

View image

Agora, como foi previsto a décadas atrás, o novo crescimento do socialismo "rosa-chiclete", onde tudo parece fácil para aqueles que podem comprar, mudarem a aparência, aparecerem sem serem notados, os "normóticos", está produzindo a corrosão do caráter causado pelo enriquecimento da sociedade e de suas demandas de supressão das condições da realidade(Alguém pensou no filme Matrix?) como a dor, a luta diária para tomar um ônibus de manhã, o trabalho quase escravo pois o salário real não está nem perto daquilo que deveria ser e que ,além de tudo, de todo esforço para "ter para aparecer", não há garantia de que você eu ou ninguém seja uma pessoa realizada, pois a realização é interna.


João Cefali

Criador criativo de criações aleatórias.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// //João Cefali