João Ricardo

Criador criativo de criações aleatórias

REALISMO FANTÁSTICO

Muitas vezes é só isso que nos resta. Nada mais do que a pura imaginação.


O realismo fantástico (ou mágico) desperta em nós uma versão mais pictórica da realidade que, muitas vezes, aparece como flácida, insípida e em preto e branco. Alguns artistas demonstram uma visão para o fantástico que nos ajuda a sair de nossos momentos preto e branco, de nossas manhãs vagas e nossos dias longos e chatos.

labirinto-do-fauno-1024x576.jpg

É na literatura que encontramos esta vertente artística com mais facilidade e intensidade. Surgiu como uma afronta à literatura fantástica europeia no início do século XX. Entre expoentes desta vertente literária, estão nomes como Jorge Luis Borges, Dias Gomes, Julio Cortázar e Gabriel Garcia Marques e suas reviravoltas narrativas fantásticas, fruto de uma imaginação saudável, que permite ao leitor adentrar-se num mundo dentre outros mundos, onde toda e qualquer peça de roupa, item no cenário descrito serve de porta para uma outra realidade construída. Este conceito pode ser definido como a preocupação estilística e o interesse em mostrar o irreal ou o estranho como algo retirado do próprio cotidiano, daquilo que uma vez foi visto como ordinário e comum. Não é uma expressão literária mágica: sua finalidade é a de melhor expressar as emoções a partir de, sobretudo, uma atitude específica frente à realidade. Uma das obras mais representativas deste estilo é 'Cem anos de solidão', de Gabriel García Márquez.

cem anos de solidão.jpg

Os irmãos Wachowsky se juntaram ao diretor de “Corra Lola, Corra” e adaptaram o best-seller “Cloud Atlas”, e conseguiram visualizar a alma desta realidade ultra real neste ótimo filme para quem gosta do gênero.

Apesar de aparentemente desatento à realidade, o realismo mágico compartilha algumas características com o realismo épico, como a intenção de dar verossimilhança interna ao fantástico e ao irreal, diferenciando-se assim da atitude niilista assumida originalmente pelas vanguardas do início do século XX, como o surrealismo.

Wojtek Siudmak é uma artista plástico Polonês. Ele é considerado atualmente um dos principais representantes do realismo fantástico na pintura tendo como colegas visionários M.C Esher, L.Fini, entre outros.

reincarnation_wojtek_siudmak.jpg

MC-Escher-Castrovalva.jpg

Leonor Fini 1.jpg

Transformar, por um momento curto que seja, nossa realidade, muitas vezes árida e massante, num mundo fantástico cheio de possibilidades que podem nos ajudar a melhorar nossa rotina diária, não tem preço. Algumas vertentes artísticas podem colocar mais cor, mais luz e sombra, mais profundidade no nosso olhar 2D, libertando a nossa corrompida imaginação pelos nossos espaços de trabalho, na nossa rua esburacada, no governo desumano, nas nossas telas midiáticas que só mostram os horrores daquilo no que a humanidade está se transformando.


João Ricardo

Criador criativo de criações aleatórias.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/literatura// @obvious, @obvioushp //João Ricardo