João Ricardo

Criador criativo de criações aleatórias

Reféns do clima

Quando nossa habilidade cognitiva fica a mercê do clima.


Qual a relação entre o clima e nossa capacidade criativa? Serão nossas habilidades cognitivas reféns do clima? E o que aconteceria conosco numa situação hipotética de desestruturação total do clima, causada pelas incisivas e apoteóticas ações do homem numa sociedade capitalista que tem uma falsa necessidade de sugar tudo o que a natureza tem a oferecer e depois simplesmente ‘partir para outro’ lugar e explorar até a cessação completa daquele ambiente natural?

A nossa relação com o clima e suas mudanças são notáveis. As pessoas que vivem em lugares onde o calor do sol predomina, onde tudo parece ser mais ‘claro’ e quente ao ar livre, aparentam estar mais contentes e de bom humor do que as pessoas que escolheram viver em lugares onde o frio e o cinza do céu predominam.

sunny.jpg

Eu posso dizer isso pois vivi nos dois polos climáticos e percebi a diferença, não só em mim mas nas pessoas. Onde o céu era ‘cinzento’ e o frio predominava, o humor dos habitantes deste lugar era de depressão, suas faces não demonstravam bom humor, parecia que algo de muito errado estava acontecendo quando eu perambulava pela rua. As pessoas pareciam formigas correndo de um lado para o outro sem se preocupar com a pessoa de seu lado. Faces carrancudas, poucos sorrisos, correria e quase ninguém aparentava estar ‘passando bem’.

shutterstock_77894377-medium.jpg

Criatividade e sua relação com o clima

Agora, quando falamos de criatividade, o cinza e a melancolia parecem contribuir para o aumento de nossa capacidade criativa. As nuvens carregadas oferecem um ‘clima’ contemplativo, introspectivo que alimenta a criatividade e a capacidade cognitiva. Este fato não é uma regra geral mas tem base científica provada. Não estou generalizando mas eu sinto que em dias que estou em crise depressiva ou em dias que o céu está cinza e as nuvens estão por toda parte, passo para o ‘modo’ contemplativo e minhas energias se voltam para a introspecção que me faz pensar mais na minha vida do que o normal.

Sunshine dulls the mind to risk and thoughtfulness. Adam Alter

Logicamente que não é preciso nuvens, frio e tempestades para a mente melhorar a capacidade criativa e cognitiva. Isto é só uma coincidência cósmica que parece prevalecer por motivos que vão além da compreensão humana. Tudo depende dos hábitos mentais das pessoas no final das contas.

cloudy_day.jpg

Do outro lado do atlântico, onde o clima ensolarado e quente predominava quase o ano todo, muitas vezes trazendo um desconforto pelas altas temperaturas, as pessoas parecem mais convidativas, suas faces resplandecem o brilho do sol, sorrisos são vistos com frequência. Por algum motivo inexplicável, o ambiente parece ser de alegria e contentamento mesmo que a realidade social seja outra.

Capacidade de sonhar em meio a tempestade

No livro ‘The Storm’ o artista e autor de livros infantis Aikiko Miyakoshi relata a influência do clima na habilidade de sonhar de uma criança andrógena. Se o frio e cinzento parece deixar as pessoas depressivas, este mesmo fenômeno climático enaltece a criação e ilumina o caminho dos sonhos. Isto é um fato. Se por um lado o cinza do céu deixa as pessoas de cara amarrada, por outro as torna mais propensas para uma reflexão interna que pode elevar sua capacidade criativa e cognitiva.

thestorm20-1.jpg

"Assim como o clima, até mesmo a maior das tempestades da vida eventualmente vai passar e mesmo que não temos o poder de afastá-las, nós podemos sonhar com a possibilidade de que dias claros e ensolarados virão." Henry Miller

thestorm4.jpg

Uma criança espera o dia para ir à praia com seus pais. De repente, uma começa uma tempestade abruptamente diante de seus olhos trazendo desprazer, pânico e medo para sua mente infantil. Ele então se refugia debaixo do cobertor de sua cama que abafa o som estarrecedor da tempestade que cai lá fora, sem piedade das pretensões da criança de se divertir com seus pais. Mesmo assim, quando nossa criança entra debaixo do cobertor, um mundo de infinitas possibilidades se abre em frente de seus olhos. Agora guiado pelo sonho, sua imaginação toma conta de seu percurso e o faz embarcar em um navio que ultrapassa as nuvens cinzentas e chega a um lugar onde o céu é azul e tudo parece ser mais bonito. Na manhã seguinte, a tempestade acabou, o sol voltou e seus planos de visitar a praia se renovaram.


João Ricardo

Criador criativo de criações aleatórias.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @obvious, @obvioushp //João Ricardo
Site Meter