João Ricardo

Criador criativo de criações aleatórias

fragmentação surreal de sergei sviatchenko

Entre num lugar onde tudo parece estar em uma grande metamorfose, elementos vagueiam pelo ar e se encontram, se entrelaçam numa valsa até certo ponto erótica, sensual, onde dois ou mais corpos estranhos tentam ocupar o mesmo lugar.


Olhando pela primeira vez nas colagens de Sergei Sviatchenko, o espectador pode dizer que existe um intenso senso de separação, segregação entre o fundo e os elementos de suas obras. Influenciado pela extrema e difícil transição que a sociedade russa passou e anda passando, o artista consegue transparecer sua essência em suas obras até pela escolha da mídia, a colagem, que já não faz parte das vitrines das galerias de arte como antigamente, infelizmente pois eu gosto muito deste meio e gostaria muito de ver mais do mesmo.

sergei2.jpg

Os elementos recortados não representam mais suas naturezas, agora estranhas e difusas. Passam a ser ‘outras’ para si mesmas. É uma recriação de uma realidade que se foi a muito tempo, fragmentos, cacos, pedaços recolhidos de diferentes realidades reconstroem a vida deformada pelo ambiente frio e psicologicamente violento. Ele tenta montar uma realidade inexiste, surreal que estava sendo criada mas foi violada pelas emoções negativas da humanidade, pelo ódio, pela segregação social, pelo ego e pela vontade de ser aquilo que não é.

sergei3.jpg

Este lugar agora surge da coleta de fragmentos. Passa a ser desconhecido, alienado, suspenso pela falta de solo, literalmente, um lugar onde tudo parece estar em uma grande metamorfose, elementos vagueiam pelo ar e se encontram, se entrelaçam numa valsa até certo ponto erótica, sensual, onde dois ou mais corpos estranhos tentam ocupar o mesmo lugar.

sergei1.jpg

Os elementos de sua colagem remetem ao construtivismo russo e a colagem surreal de expoentes como Hannah Höch e Karel Teige. Raramente são usados imagens ‘completas’ mas sim apenas fragmentos de imagens que se acumulam numa aparente desordem propositalmente pensada. Alguns elementos de sua preferência são fragmentos arquitetônicos, partes do corpo humano, animais, figuras históricas e algumas texturas contra o fundo com cores chapadas e vibrantes.

sergei4.jpg

Atualmente é muito difícil ver colagens tão bem feitas como as obras de Sergei Sviatchenko. Aliás é raro ver algum artista trabalhando com este meio com tanta intensidade quanto Sergei. Seus recortes não são precisos, isso pode ser uma maneira de dizer não ao perfeccionismo tão procurado pela sociedade em geral e a avalanche destes textos amplamente disponíveis por blogs que desejam ser ‘manuais de como ser uma pessoa perfeita’ mas só guiam os leitores a alienação.

sergei5.jpg Essa característica de sua obra reflete o lado humano do artista que usa o mesmo princípio ‘cut and paste’ do computador mas com tesouras e cola. Sergei Sviatchenko reinterpreta, conjuga o corpo com as letras de seu longo e rico repertório de signos, formando palavras que são reminiscências de um mundo longínquo que um dia foi o real.


João Ricardo

Criador criativo de criações aleatórias.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //João Ricardo