monolito azul

Tentando desvendar o cinema, e, talvez, as outras coisas também.

Italo Lobo

Apreciador de humor, futebol, filmes, números, chocolate, dormir, comer, procrastinar, crônicas, livros de suspense/investigativos. Se ganhasse cada 1 real para cada asneira que diz ou escreve, não precisaria trabalhar.

Descanse em Paz, Bolaños!

Desta vez não é notícia falsa, como algumas que já circularam pela web. Aos 85 anos, o Chaves, Chapolin, entre tantos outros, deixa-nos.


ch1.jpg

Em termos de óbitos, o ano de 2014 já surpreendeu negativamente a todos. Mas foi hoje, 28 de novembro, aquela que talvez seja a maior perda. Roberto Gomes Bolaños, um dos maiores humoristas de todos os tempos, faleceu em sua residência em Cancún, México.

Queria ser jogador de futebol e estudou Engenharia. Mas foi com sua capacidade de escrever roteiros que foi trabalhar na TV e ganhou o apelido de Chespirito (algo como Pequeno Shakespeare).

ch4.jpg

Mas apenas alguns anos depois do apelido que conheceria os outros atores ao lado dos quais criaria seus principais legados: Chaves e Chapolin Colorado. Também tivemos Chompiras, Dr. Chapatim e outros personagens, mas nada que se comparasse ao menino da casa 8 ou ao super-herói trapalhão. Silvio Santos e a audiência do SBT que o digam.

ch3.jpg

Embora seu ápice seja na TV, Bolaños também atuou no cinema. Os principais filmes com o gênio são: El Chanfle, El Chanfle II, El Charrito e Don Ratón e Don Ratero.

Ator, escritor, diretor, roteirista, músico, um artista completo.

Não vou dedicar este post a escrever uma biografia ou análise crítica para suas obras. Já o fizeram de maneira competente em outros sites ou livros. Perdemos um gigante. O mundo fica mais triste no dia de hoje. Mas como todo artista de seu nível, seu trabalho permanecerá eternamente.

ch6.jpg

Não devemos lembrar de Chaves como uma série de humor que se tornou um marco por não utilizar nudez ou palavrões. Afinal, linguagem chula faz parte do entretenimento. Devemos lembrar por ser uma série atemporal com inúmeras alegorias e personagens típicas.

Não devemos lembrar de Chaves como um humor pastelão para crianças. Devemos lembrar das piadas e sacadas inteligentíssimas presentes na série. Não é qualquer um que tem a capacidade física e intelectual de criar piadas como teve Bolaños, Carlos Villagrán ou Ramon Valdéz. Chaves é um programa besta? Besta somos nós.

ch2.jpg

Não vamos querer comparar Chaves com Chapolin. São dois seriados diferentes, com histórias diferentes e cenários diferentes. Cada um é genial à sua maneira. Devemos é agradecer por ter existido alguém que as criou.

Crianças da década de 70 acompanharam Chaves. Aconteceu o mesmo nas décadas seguintes e ainda permanece. E que continue nas próximas gerações. Tudo que é bom deve ser passado para frente.

ch7.jpg

Qual seu diálogo predileto já dito no seriado Chaves? Eis alguns engraçados:

(Seu Madruga): Eu sempre deixo as vagas de empregos para os mais jovens, e venho adotando essa nobre atitude desde os meus 15 anos!

(Professor Girafales): Altruísta é um homem que ama os outros homens! (Seu Madruga): Aqui a gente chama isso de outra coisa...

(Chaves): O Homem Invisível está aqui. (Quico): Como você sabe? (Chaves): Porque eu não estou vendo ele.

(Chaves): Prefiro morrer do que[sic] perder a vida!

(Chaves): E quando eu for rico também comprarei roupas para pessoas pobres, como aquelas mulheres das revistas que o senhor lê.

(Seu Madruga): Como sabe que tenho exatamente 50 anos? (Chaves): É que o padeiro da esquina tem 25 e é só meio tonto. (Seu Madruga): Escuta, Chaves, quantos anos você tem mesmo? (Chaves): Oito, por quê? (Seu Madruga): Porque eu não entendo como é que ficou tão burro em tão pouco tempo. (Chaves): O senhor demorou mais?

(Dona Clotilde): Velha, eu? Pois saiba que eu acabo de passar dos 45. (Quico): Do segundo tempo!

(Nhonho): Chega! Não vou ficar mais aqui discutindo com um tonto. (Chaves): O único que está discutindo com um tonto aqui é você!

(Chiquinha): E não te empresto meu livro de animais. Com desenhos de animais. (Quico): Os animais sabem desenhar?

(Chaves): O senhor não vai morrer! (Seu Madruga): Não? (Chaves): Não. Vão matar o senhor!

(Chaves): Uma vez eu vi um cachorro com um olho só. (Seu Madruga): Era caolho? (Chaves): Não. (Seu Madruga): Então era um fenômeno? (Chaves): Também não. (Seu Madruga): E como você viu um cachorro com um olho só? (Chaves): É que tapei meu outro olho.

(Seu Barriga): Chaves, não vê que está obrando o mal? (Chaves): É que eu tenho lombriga...

ch5.jpg

Descanse em paz, Chespirito. E obrigado por tudo.


Italo Lobo

Apreciador de humor, futebol, filmes, números, chocolate, dormir, comer, procrastinar, crônicas, livros de suspense/investigativos. Se ganhasse cada 1 real para cada asneira que diz ou escreve, não precisaria trabalhar..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @hplounge, @hp, @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Italo Lobo