monólogos diálogos e discussões

Encontros (e desencontros) de ideias, coisas, pessoas, literatura, psicologia e cinema.

Luana Peres

Ser livre, leve e aberta as possibilidades. Já foi finita. Hoje, através dos seus escritos e delírios, preserva a pretensão de ser infinita e poder transformar o mundo

  • saude mental.jpg
    10 lembretes para não pirar em tempos de isolamento

    As pessoas estão desajustadas porque o mundo está abalado. Entenda que a nossa produtividade não será a mesma por infinitas variáveis que fogem do nosso controle. Tudo bem não fazer tudo e tudo bem querer fazer todas as coisas ao mesmo tempo. É um período de transição e instabilidade. Como tudo que já passou, passará.

  • permaculture-with-trees-and-bees-and-vegetables-and-birds.jpg
    Permacultura e vida psíquica: o que há em comum?

    As florestas são ecossistemas com uma grande diversidade de plantas, animais e fungos; projetados pela natureza para ter um equilíbrio perfeito. Quando compreendemos a maneira como a natureza cria seu ecossistema, podemos refletir sobre como essas práticas e modos de fazer podem se estender para além da terra e produção de alimentos, contribuindo com nossa percepção sobre saúde mental.

  • como-vc-sera-na-velhice-696x497.jpg
    Só velho morre

    Estamos prontos para deixar nossos velhos? A reflexão sobre a história por trás da estatística posta de forma cruel e leviana por tantos nos toma de lembrança e nos leva a um questionamento: quem valida a vida?

  • Foto de Andre Coelho . Getty Images.jpg
    COVID - 19: O vírus que paralisa e como lidar com seus impactos psicossociais

    O mundo está parando. Nós também. Aos poucos ou de forma repentina a situação exige mudanças urgentes em nossos hábitos. Diante do caos e da esperança, como podemos seguir com nossa existência de modo mais saudável possível sem deixar de pensar no outro?

  • 4.jpg
    SAÚDE MENTAL X MEDICALIZAÇÃO: COMO ESTAMOS LIDANDO COM A PRESSÃO DO MUNDO?

    Na impotência do consultório e limitação sobre a promoção de saúde na vida do outro, o médico tende a prescrever a medicação. Ainda que o objetivo destes profissionais seja o de ajudar o paciente na sua queixa, não é bem o que ocorre, porém - e infelizmente - o sistema parece não nos dar opção. Nem o paciente, nem o médico parecem encontrar caminhos que se adequem à realidade de um modelo que nos obriga a produção em massa, em excesso, pelo menor tempo e com o custo mais baixo possível.

  • mom-tinder.jpeg
    Os desafios de ser mãe (solteira) no Tinder e na vida

    Todas nós devemos entender o peso da maternidade em todas suas fases e com isso criar uma base de fortalecimento: somos mães solo, mas não estamos sozinhas.

  • 724696.jpg
    A desilusão também ensina

    Toda (des)ilusão nos aproxima mais da verdade e da possibilidade real do amor, já que - em todo e qualquer relacionamento - mora a oportunidade de conhecermos mais de nós, mais do mundo e mais do outro.

  • 9384-night-sky-road-lights-stars.jpg
    Não perca a hora certa com a pessoa errada

    Quantas vezes você foi Maria?

  • unnamed.jpg
    não quero um namorado

    Quero uma pessoa que eu diga: vamos? E ela não hesite em dizer: VAMOS.

  • A Corsa ferida.jpg
    Escute sua dor

    Escute sua dor e aceite seu ensinamento. Aprenda a lição e deixe que ela vá embora. A dor só vale até este ponto... depois disso, nada justifica o apego naquilo que te faz sofrer.

  • f_342454.jpg
    Bolsonaro: representatividade e terceirização

    É preciso reconhecer, independente do nosso posicionamento ideológico/político, que a situação do país é de imensa fragilidade e desorientação. Nos falta o básico. Nos privam do mínimo. Há medo, desigualdade, violência, abuso e exploração em todos os setores possíveis e imagináveis. Agora me diz... Que tempos são/serão esses que desejamos evoluir para um mundo melhor sem o mínimo de respeito pela diversidade que a condição humana produz?

  • maxresdefault-1.jpg
    Você não é louca, ele é

    Homens de todo mundo, embasados na cultura machista que vivemos e que os mantem privilegiados nos relacionamentos, tendem a praticar o abuso emocional com naturalidade e ainda fazer com que nós, mulheres, nos sintamos mal e no dever de nos desculpar por sermos “loucas”. Não é bem assim! Leia e descubra quem é o louco da história.

  • luto.jpg
    O que dizer diante da morte?

    Deve ser este o toque peculiar da morte, calar os que vão e silenciar os que ficam.

  • roupas-mala-viagem-mulher.jpg
    não habite corações vazios, viaje!

    Como ser inteira depois que a partida nos (re)parte ao meio.

  • 13.jpg
    Cinema e temporalidade: O que você faria se controlasse o tempo?

    Uma lista com 25 filmes para viajar e perder-se no tempo e em seus infinitos desdobramentos.