monólogos diálogos e discussões

Encontros (e desencontros) de ideias, coisas, pessoas, literatura, psicologia e cinema.

Luana Peres

Ser livre, leve e aberta as possibilidades. Já foi finita. Hoje, através dos seus escritos e delírios, preserva a pretensão de ser infinita e poder transformar o mundo

Permacultura e vida psíquica: o que há em comum?

As florestas são ecossistemas com uma grande diversidade de plantas, animais e fungos; projetados pela natureza para ter um equilíbrio perfeito. Quando compreendemos a maneira como a natureza cria seu ecossistema, podemos refletir sobre como essas práticas e modos de fazer podem se estender para além da terra e produção de alimentos, contribuindo com nossa percepção sobre saúde mental.


permacultura-vegano-shoes-03.jpg

Tô divagando na relação que há entre o conceito de Floresta de Alimentos e nossa vida psíquica... Vejam, o imediatismo é a postura que impera quase sempre nas nossas tomadas de decisões, de modo que, qualquer atividade que demande tempo e dedicação se torna tediosa e repulsiva. Por vezes, a questão econômica é posta como motor que impulsiona e não há aqui julgamentos sobre isso, já que se sabe que dentro de um modelo capitalista fica quase impossível fazer brotar sonhos independente das expectativas de mercado.

permaculture-with-trees-and-bees-and-vegetables-and-birds.jpg

Em uma floresta de alimentos projetada, bem como num projeto de vida, tudo ou quase tudo deve ser pensado com cuidado. É preciso ir para além da demanda individual e estender o projeto para outros seres, inclusive os não humanos. Entre os elementos que podemos relacionar está a diversidade que se coloca como fator preponderante e age como apoio dos componentes que habitam o mesmo espaço. Para além disso, divagando um pouco mais, percebemos a necessidade de compreender o contexto no qual estamos inseridos e aceitar que algumas ações não serão possíveis ou terão que ser adaptadas. Há também a ideia de nos preparamos pra diferentes estações, cada uma com sua especificidade.

A copa, que oferece proteção, deve ser revista para que não invada o espaço do outro e permita uma relação justa e harmônica sem perder beleza e produtividade. Água, luz e nutriente são essenciais e devem coexistir em harmonia.

Sobre a controvérsia prática da poda que consiste em rever lugares e prioridades há de se pensar dois aspectos. Primeiro, quando é hora de cortar pela raiz árvores que não nos dão bons frutos ou que não são mais sadias dentro do nosso modelo de vida?

Segundo, mesmo depois de derrubada, a árvore gera material rico pra construção de um solo fértil, ou seja, ainda que você mude sua direção e organize seus caminhos de um outro modo, há uma ancestralidade que te forma e faz ser quem é. Suas dores te fazem crescer e por vezes florescer e frutificar. É fácil construir uma floresta de alimentos ou uma vida psíquica que seja autossuficiente e se regule por si só? Não.

Mas - depois de compreender os mecanismos que nos originam - é possível partir do lugar de reflexão e divagar sobre lugares melhores.


Luana Peres

Ser livre, leve e aberta as possibilidades. Já foi finita. Hoje, através dos seus escritos e delírios, preserva a pretensão de ser infinita e poder transformar o mundo .
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Luana Peres