musical insane

Sons em trânsito

Irene Leite

Jornalista. Prestes a fundar um jornal de música e com um livro prestes a ser lançado , falta-lhe apenas a arvore e o filho. Apadrinha causas (imp)ssiveis e adora histórias de pessoas comuns, shoppings e supermercados.

Ziggy Irley Moon Brown

Hoje levanto um pouco o véu da história "Ziggy Brown e os felinos de Vénus: A viagem de Auto-descoberta". Mas só desta vez. Têm mesmo que ler esta louca aventura, repleta de símbolos musicais e que deambula entre o real e o virtual.


ziggy 3.JPG

Era uma vez uma extraterrestre chamada Ziggy Irley Moon Brown, que vivia em Vénus, mais propriamente em Zooropa, a terra prometida. A gatinha que de noite virava mulher vivia muito feliz, juntamente com a família adoptiva, os felinos de Vénus.

Ziggy encantava-se com Iggy Pop, David Bowie e Frank Zappa, sendo grandes ídolos, especialmente o camaleão do rock.

Durante a infância e adolescência a rotina era simples: de dia estudava, à noite dançava ao som das musicas pop do amigo (ou melhor , "mãe emprestada") Akira. Captain Sakura não compreendia aquele fascínio.

(...)

-Ai amigos, já tenho 16 anos e estou com a matéria adiantada. Sei que Zooropa é perigosa a partir da fronteira. Eu prometo que não a atravesso. Só quero passear, levando uns livros e musiquinha comigo. Vocês assim ficam com umas férias da minha persona. Aceitam?...Captain? -Vou pensar. É que ainda és muito novinha. -Mas aqui não há perigo. -Isso é o que pensas, minha menina. Mas realmente mereces férias. Vou preparar-te um saco para a viagem. -Yupiii!! -Alto, que ainda não decidi se vais sozinha ou acompanhada. -Fixolas, fixolas, era a Terra. -Aii! -Pronto(s), já não está aqui quem falou. -Diz-se pronto! Quantas vezes tenho que te corrigir? -Sorry. Já não está aqui quem falou.

No dia seguinte Captain foi ter com Ziggy. -Estive a falar com o Hunter e o Akira. É unânime que as férias são mais que merecidas. Só…que vais connosco. -Lá tinha de ser… -Vamos fazer campismo! -Tu? Ui, ui. -Tento na língua, menina Ziggy. -Okis, maestro. -Vamos levar livros, vais fazer umas apresentações orais e também, claro, é para diversão. -Com o Akira! -…E as suas músicas. Não percebo esse teu encanto. -Tu estás é mal sintonizado. É esquisito. -O quê? -Não virares homem à noite. -Já sabes que sou um caso à parte. Não fui abençoado pela magia de Vénus. -Mas não deixo de ficar curiosa…

Tudo muda quando aos 19 anos decide dar ouvidos à coruja Prometeus , que lhe confidencia que ela só tem 5 anos para salvar o planeta Terra, repleto de vicios.

(...)

Corria o dia 25 de Março de 1993 e a coruja Prometeus foi ter à casa dos felinos. -A nossa Ziggy está decidida a ir para a terra. Ela não mete na cabeça que a sua verdadeira missão é salvar o mundo. Só quer ir ao concerto do Bowie. Mal imagina que aterra em 2009 e a vida no Porto será tudo menos fácil. Eu vou continuando a dar pistas. -Sim, está tudo a correr como planeado, continua a protegê-la. Serão longos meses até chegares à nave.

Eram 21h00 da noite e como é habitual, começa a festa do Akira. A menina dançou alegremente ao som da let´s go dos Eurythmics. Akira, Hunter e Captain sabiam perfeitamente que era a última noite de Ziggy Irley Moon Brown em Vénus. Estavam nostálgicos, mas conscientes de que era a hora certa de Ziggy enfrentar o seu destino.

Acabou a noite e Ziggy foi para casa, como é habitual. -Amigos, vou fazer hoje algo que não vos faço desde criança. Aproximou-se de cada um e deu um beijo e um abraço, até mesmo a Mr Captain. -Adoro-vos! E foi-se deitar. De facto deitou-se, mas não adormeceu. Fez a sua malinha com cds e livros e deixou a janela aberta. 3 da manhã certinhas e aparece conforme combinado a coruja Prometeus. Ziggy deu-lhe a mão e ficou impressionada. A coruja era um belo homem. Alto, espadaúdo, com uns longos cabelos negros e barba. -Era um Deus…aahah, pensou Ziggy. Saíram silenciosamente da casa dos felinos dos Vénus. No dia seguinte Akira levantou-se e foi ao quarto de Ziggy. Estava a cama feita e uma carta de despedida.

Meus queridos amigos,

Adoro-vos e vou ter muitas saudades vossas. Só que chegou a hora de seguir o meu caminho. Não se preocupem que eu safo-me! Vou ter saudades das vossas festas e aulas. Levo uns livros e cds comigo para não perder o hábito Como vou de nave, claro que volto para vos visitar Estão todos no meu coração Um grande beijinho Ziggy

Ziggy não acreditava nas palavras de Prometeus mas como queria ver os seus idolos , arrrica e vem aterrar à cidade invicta. Mas ao contrário do que pensa , não está sozinha na sua grande aventura de auto-descoberta.

-Não tem juizinho nenhum. O que vamos fazer com ela?, sussurrava Yatsura. -Não faço ideia. Pode ser que a coisa melhore assim que chegue à Terra.


Irene Leite

Jornalista. Prestes a fundar um jornal de música e com um livro prestes a ser lançado , falta-lhe apenas a arvore e o filho. Apadrinha causas (imp)ssiveis e adora histórias de pessoas comuns, shoppings e supermercados. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/Dossier: Ziggy Brown// @destaque, @obvious //Irene Leite