não matarás

O hediondo e banal

Paola Rodrigues

Concorda com Salinger, todos batem palmas pelas razões erradas

I call this shit reality

O ato de se fantasiar pode dizer muito mais sobre uma pessoa ou situação. No trabalho do austríaco Klaus Pichler vemos personagens numa vida comum, como se fosse banal um dinossauro apreciar as flores.


1475824_695791167112353_1032104231_n.jpg

Se você ainda não sentiu, garanto, em algum momento da vida você irá sentir muita vontade de ser outra pessoa. Um amigo, um personagem de filme, um conceito de si mesmo.

Estamos destinados a viver no mesmo corpo por toda a vida, aprender, se machucar, perceber que querer nem sempre é poder. O que pode ser uma grande merda. A vestimenta neste momento ganha uma importância singular, de compor aquilo que queremos ser e mostrar isso para o mundo. A verdade é que uma calça pode dizer muito sobre uma pessoa, quando é uma escolha baseada na personalidade.

No trabalho do fotógrafo austríaco Klaus Pichler, temos pessoas em locais comuns retratados de uma forma completamente inusitadas. Com a fantasia com o qual gostariam de estar naquele momento, vestindo o que gostariam de ser.

O projeto se chama "Just the two of us", mas o nome do blog do fotógrafo "I call this shit reality" fez mais sentido para este texto, em minha opinião.

just-02.jpg

just-03.jpg

just-04.jpg

just-06.jpg

just-08.jpg

just-09.jpg

just-15.jpg

just-16.jpg

just-20.jpg

Veja mais do trabalho de Klaus no site ou na página no Facebook.


Paola Rodrigues

Concorda com Salinger, todos batem palmas pelas razões erradas.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/fotografia// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Paola Rodrigues