não vale o sopro

Não há nota de rodapé que note.

obvious magazine

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?

Eletropoeteria: a poesia de saco cheio

Uma nova maneira de fazer (e ressuscitar) a poesia.


Untitled-1.jpg

Eletropoeteria é o mais novo projeto de declamação poética das redondezas da capital gaúcha. Com seu estilo eletrônico lembrado pela guitarra, é capaz de produzir uma nova voz à comunidade poética da região.

Construindo e executando o projeto, estão o músico e compositor Dado Vargas e o poeta Lucas Reis Gonçalves. Juntos eles buscam inovar a representação poética e, com isso, trazer a poesia pra dentro da rotina das pessoas. Ousados, transformam a poesia num produto diferente. Produto esse que dá um tapa na cara dos velhos recitais e os convida pra dançar uma nova e divertida dança.

IMG_5324_1.JPG

Dentre suas versões e produções eletroliterárias, temos a (re)produção do famoso poema José, de Carlos Drummond de Andrade:

Para conhecer melhor o projeto dos artistas gaúchos, acesse o blog.


Lucas Reis Gonçalves

Lucas Reis Gonçalves é poeta e articulador cultural. Novo-hamburguense morador da capital gaúcha, foi finalista do Prêmio AGEs de Literatura com o seu primeiro livro, Se soubesse o que dizer, diria em prosa (Paco Editorial, 2011), e, através dele, criou, juntamente com o músico Dado Vargas, um novo projeto de declamação poética: Eletropoeteria. Lucas nasceu em 1990 e atualmente escreve para sites de literatura (públicos e independentes)..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @destaque, @obvious //Lucas Reis Gonçalves