não vale o sopro

Não há nota de rodapé que note.

obvious magazine

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?

eu peidei, amor

Uma linda e poética declaração de amor.


mulher-peido.jpg amor, peidei.

eu sei, eu sei, mas mesmo assim, amor, eu peidei.

tentei segurar uma, duas, três, quatro, cinco vezes, mas não consegui na sexta, daí eu peidei.

eu sei, eu sei, amor, mas mesmo assim, eu peidei.

e aquele barulho, sabe aquele barulho tenso que sobe do umbigo até o peito? aquele barulho que é quase mais forte que o próprio peido, mas com a vantagem, é claro, de não cheirar como um peido - sabe esse barulho? é esse barulho que eu odeio, amor, e foi ele a causa do meu peido, eu juro. fora essa angustia, essa ânsia de botar pra fora, essa vontade louca de peidar sem compromisso, de soltar o preso que tem feito tudo isso, fora tudo, tudo isso, amor, o mais importante, o que mais vale na minha vida sem gases é tua vida comigo, meu amor.


Lucas Reis Gonçalves

Lucas Reis Gonçalves é poeta e articulador cultural. Novo-hamburguense morador da capital gaúcha, foi finalista do Prêmio AGEs de Literatura com o seu primeiro livro, Se soubesse o que dizer, diria em prosa (Paco Editorial, 2011), e, através dele, criou, juntamente com o músico Dado Vargas, um novo projeto de declamação poética: Eletropoeteria. Lucas nasceu em 1990 e atualmente escreve para sites de literatura (públicos e independentes)..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/poesia// //Lucas Reis Gonçalves