Danilo Baldacini

A estética difícil eleva o espirito.
A excelência aparece no horizonte.

TED NELSON: HIPERMÍDIA

Esta lenda viva da história da era digital aspira uma rede de computadores mais unificada e simplificada da perspectiva do usuário comum.


tednelson3.jpgTed Nelson

A tendência de absorção dinâmica de uma quantidade enorme de informação de maneira muito rápida é inspirada nos conceitos do sociólogo. Theodor Nelson conseguiu parcialmente o que queria. Navegar na web é bem intuitivo e as novas gerações se familiarizam mais rapidamente com isso, talvez em até 10 segundos em situações emergenciais. E existem comunidades pontuais que utilizam uma variação de seu transcopyright, afora a hipermídia nítida em inúmeros anúncios de campanhas publicitárias e todas as castas de páginas da rede, ainda q não vemos o caminho entre uma imagem e um texto que se ligam em um clique por causa da velocidade. Perdoem-me o marketing gratuito, mas a campanha publicitária deste ano da nike explora bem essa possibilidade.

mapa-hipertexto.jpgFonte da imagem

Após tantos anos de desenvolvimento de técnicas de arte, alguns autores utilizam a hipermídia e dialogam com outros artistas ou estabelecem conexões entre as próprias obras multimídias, entretanto não há ainda tentativa de unificar todo o tipo de arte propositalmente – como acontece naturalmente com jogos eletrônicos. E este é o foco do texto: propor que a arte, nossa coetânea, explore tudo o que lhe é virtual. Se for possível utilizar nano tubos de carbono, diodos sensíveis a luz ou colocar notas interativas e poemas inspirados no quadro da Gioconda para melhor interpretação do público leigo, é preciso navegar.

large.gifFreactal de Mandelbrot

É necessário encerrar a era da arte como mídia em comunicação com todos sem reciprocidade e já que temos no ciberespaço o estado comunicativo “Todos- todos” – conceito de Pierre Lévi – podem-se editar as artes desde que estabelecidos os termos éticos e morais. Pressão positiva para avaliar o objetivo de uma obra estética, libertará o artista da força de expressão incorporando um mundo de interpretações e conteúdos tirando a subjetividade possivelmente retrógrada no expositor.

levy-coletiva-11.jpgPierre Lévi

Imagine uma peça de teatro cuja história sirva para meramente chocar a sociedade causando sentimentos de indignação. Seria possível uma audiência criteriosa agregar mais valor a essa peça e até mudar contextos e rumos da história que tenham sido escritas, como é comum, para amortecer o tempo da plateia. Em resumo, o progresso da arte seria relacionar a algum tema a tudo que tem possibilidade de estar interligado a ele. Essa interação está prevista no conceito de transcopyright do projeto XANADU ®. E isso é a hipermídia. Ted Nelson é um visionário e, apesar de não ter concluído o projeto XANADU ®, revolucionou o jeito como o homem se relaciona entre si e entre o que produz.

Mais nenhum pintor borrará telas sem refletir o que a inteligência coletiva mudaria no quadro. Todo poeta fará poemas ao lado de poemas contando com as perguntas iminentes, “o que aconteceria se o casal não tivesse se separado? E se o herói não tivesse errado?”.


Danilo Baldacini

A estética difícil eleva o espirito. A excelência aparece no horizonte..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/tecnologia// @destaque, @obvious //Danilo Baldacini