o eremita laranja

Sublimações, bar e restaurante

San Ramon

... E um Mai Tai, por favor.

Perdido

Galgando o tigre sideral


6a00d8341d53d453ef00e54f3b3d918834-800wi.jpg

IV

Trilhando sobre a cauda do tigre. Ele não morde o homem. Sucesso!

Assim o homem superior discrimina entre o alto e o baixo

O corpo é todo formigamento.

Ele é um ponto no escuro.

Perdido.

Sem som.

No espaço.

Entre as formas.

Esféricas.

No silêncio.

Movem,-se.

Dedos. Braços. Aquele corpo sou eu. Eu, longe. Porra santa, acho que agitei o ego para longe e ele, eu, vem devagar, devagar, bem próximo, próximo, meu corpo, eu, toque-epifenômeno;

eu estou à deriva no espaço sideral. Um corpo solto, flutuando, não flutuar, digo ingravitado. Ingravitando. Nenhum ar pelo meu nariz, sinto os meus poros de todo o corpo, fixos, vejo as formas distantes são luzes embaçadas e intensas. Posso girar. Mover meu corpo em todas as direções só de pensar. Não tenho limites, sou todo limite. Sem sons, eu me sinto surdo, ou quase, lá no fundo algo como uma trilha, som ambiente de fundo, uma nota só contínua: o silêncio de Deus, o grande "não podes", a dúvida imperecível que faz perecer, o abismo. O espaço tem gosto de borboletas no estômago, perigo e paz. E uma caixa brilhante.

Uma caixa quadrangular. Um caixão de luz. Não. Uma porta. Uma porta aberta.

A entrada para a terra dos sonhos e da morte.

I: http://lounge.obviousmag.org/o_eremita_laranja/2015/06/um-funeral-para-um-anao.html II: http://lounge.obviousmag.org/o_eremita_laranja/2015/06/regras-de-exclusao.html III: http://lounge.obviousmag.org/o_eremita_laranja/2015/06/lavell-o-bardo-androide.html


San Ramon

... E um Mai Tai, por favor..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// //San Ramon
Site Meter