o grito mudo

sobre tudo aquilo que carrego em mim

Mariana Carolo

a dona de mil galáxias

Fifty shades of Grey - um retrato de uma polêmica mulher

Sasha em homenagem ao Sascha Konietzko, fundador da banda de estilo industrial KMFDM. O Grey é retirado da Escala da Sexualidade de Kinsey e, ao mesmo tempo, uma referência a “O Retrato de Dorian Gray”, memorável obra de Oscar Wilde. Conheça Sasha Grey, a (ex) estrela do cinema pornô que é muito maior do que o seu famoso corpo.


face.jpg

Marina Ann Hantzis, nome de batismo de Sasha Grey, se tornou atriz do cinema de entretenimento adulto com apenas 18 anos. Trabalhou em cerca de 270 filmes, até resolver se aposentar em 2011, no auge da carreira. Tinha 23 anos de idade. Mas a sua decisão não foi tomada para se casar com um milionário, abrir uma produtora própria ou por causa de um chamado religioso. Sasha, dona de si e com um bom dinheiro acumulado, resolveu fazer aquilo que tinha vontade: se tornar uma artista multimídia em tempo integral.

girlfriend_experience_ver3.jpgPoster do filme de Steven Soderbergh que Sasha Grey protagonizou

No entanto, o seu trabalho convencional de maior alcance é de antes de sua saída do cinema adulto. Em 2009, ela protagonizou “The Girlfriend Experience”. O filme, dirigido pelo oscarizado Steven Soderbergh, narra o cotidiano de uma prostituta de luxo em meio à crise econômica dos Estados Unidos pré-Obama. Ao contrário de sucessos do diretor como “Erin Bronkovich (2000)”, “The Girlfriend Experience” é o que pode se chamar de obra de arte. Não possui uma linearidade, é intimista e amargo. Sobre a atuação de Sasha Grey, pode-se dizer que o seu desempenho foi satisfatório. O seu amadorismo nesse tipo de longa-metragem fica evidente na tela, mas é compensado pela sua enérgica entrega ao papel.

0.jpgCenas de “The Girlfriend Experience”

Desde então, só cresce a carreira dela no cinema mainstream. Destaque para “Inferno: a Linda Lovelace story”, ainda sem data de lançamento e que contará a vida de Linda Lovelace, outra icônica estrela pornô. Mas não é só a sétima arte que atrai Grey.

sasha.jpgaTelecine, a banda estilo industrial que Sasha Grey integra

Ela participa da aTelecine, na qual canta, em cima de bases eletrônicas, desde sussurros até gritos. O projeto é considerado promissor por sua sonoridade rica e inovadora dentro da cena industrial. Do mesmo modo, ela gravou uma faixa com a lenda do dub Lee Perry e protagonizou videoclipes do rapper Eminem, The Roots e da banda The Smashing Pumpkins – isso por ser amiga pessoal de Billy Corgan.

neu-sex-main.jpg Imagem do livro NEÜ SEX

Lançado ano passado, o livro NEÜ SEX é outra prova de que Sasha Grey é muito mais do que carne. Com uma compilação de belas fotografias tiradas por ela – algumas imagens são de autoria do seu noivo – o título traz alguns de seus pensamentos sobre sensualidade, identidade e liberdade pessoal. Não é por nada que ela carrega a alcunha de “musa existencialista” do cinema pornô.

O ativismo também caracteriza Sasha Grey. Ela já posou nua para a PETA, estrelou a campanha de uma organização feminista belga pela igualdade de salários entre gêneros e participou de um programa pela leitura infantil nos EUA. Para esse, ela até se propôs a doar os ganhos com um de seus filmes adultos, mas o puritanismo estadunidense (certamente muito mais doentio que a pornografia) fez com que o sistema educacional recusasse a sua ajuda financeira por ser “suja”.

doacao_sasha_grey.jpg

Para concluirmos, a pergunta que fica é por que razão uma garota tão inteligente resolveu se aventurar na cena pornô? Sasha Grey respondia, quando ainda era do ramo, que o seu objetivo era subverter a indústria. Que ela via a pornografia como ato político e que aceitava a degradação como uma entrega consciente, por meio da qual ela se apoderaria do ato sexual, quebrando a dominação “macho/fêmea”. Em outro nível, um pouco mais físico, ela admite abertamente gostar das práticas sadomasoquistas. Se ela direcionou bem a sua vida, é uma resposta subjetiva. Mas que ela merece respeito, como qualquer mulher (estrela pornô ou não), é inegável.


Mariana Carolo

a dona de mil galáxias.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// @destaque, @obvious //Mariana Carolo