o mundo e mais um ponto

Foi com Carlos, ser gauche na vida

Suellen R.R.

Tá que nem o Bowie. We can be heroes, but just for one day.

  • IMG_1934.JPG
    No meio do caminho de Proust

    Considerado um dos grandes clássicos da literatura universal, Proust pode assustar com seus sete volumes de Em busca do tempo perdido, mas há quem se meta a enfrentá-lo.

  • kingsnorth.jpg
    The Dark Mountain Project - Os 'não-believers'

    Uma das questões que mais assola o ser humano do século XXI é, com toda certeza, o destino da humanidade. Para onde esses bilhões de pessoas irão se continuarem a poluir e explorar a natureza como se não houvesse amanhã? Pois um grupo de artistas, escritores e pensadores desistiu de ativismos do estilo ‘vamos proteger nossa fauna e flora’ e concentram-se no aqui e agora, aceitando nossa própria incapacidade de fugir do nosso destino decadente.

  • IMG_1883.JPG
    Notas sobre O resto é silêncio, de Érico Veríssimo

    Érico Veríssimo é comumente associado aos já consagrados títulos O tempo e o vento e Incidente em Antares. Ambos fizeram grande sucesso e viraram minissérie da Rede Globo. No entanto, hoje quero comentar outro livro muito interessante, O resto é silêncio, o qual apresenta uma forma narrativa intensa, já apontando para os dois grandes clássicos do autor gaúcho.

  • cam_ccf_pd_103_1990_624x544.jpg
    A identidade de Jack, o estripador: realidade ou ficção?

    Um dos serial killers mais intrigantes de todos os tempos teve sua identidade revelada pela escritora norte-americana Patricia Cornwell. Apesar das controvérsias, o estudo de fôlego aponta direções para a solução do enigma. Pergunta: vale a pena mexer em toda a aura mística envolvendo Jack?

  • IMG_1730.JPG
    The bell jar - O primeiro suicídio de Sylvia Plath

    Resenha do romance de Sylvia Plath. Embora não seja autobiográfico, ao mesmo tempo é bastante similar a experiências vividas por Plath.

  • Drawn_One.JPG
    Duas faces do eu

    Uma aventura de Suellen R.R. nos devaneios literários

  • IMG_1669[1].JPG
    Poesia completa de Manoel de Barros - esboços

    A utilidade da poesia. A inutilidade da poesia. Defendam o ponto de vista que quiserem, mas o sucesso das publicações de obras poéticas completas denota um novo horizonte à vista. Nesse “capítulo” de minha crítica literária, destaco Manoel de Barros.

  • IMG_1562[1].JPG
    O silêncio dos inocentes. Quem pode falar de literatura?

    O aumento de compartilhamentos de blogs que resenham livros, a fama dos "book tubers" (ou vlogueiros) e a aura geek. Mesmo assim, há quem torça o nariz. Quem pode falar da literatura, afinal? Um comentário pessoal desta que vos fala sobre essa nova onda que é, justamente, falar sobre livros.

  • 72198_10151472520477665_337268881_n.jpg
    O cinema nos versos de David Bowie

    Falar em David Bowie (talvez) dispense alguns comentários, mas prefiro destacar o trivial epíteto “camaleão do rock”. Bowie é um dos artistas mais versáteis do mundo musical. Em 2013, lançou o muito bem elaborado The next day. Nessa matéria, um pouco sobre letras de música do Bowie que fazem link com o cinema, fazendo dele um “cameleão da arte.”

  • 800px-L.S._Lowry_01.JPG
    L.S. Lowry, um pintor de domingo

    Fruto de um lar insólito, L.S. Lowry (Lawrence Stephen Lowry) encontrou na monótona Pendlebury o motivo de sua obra artística. Colocando em cena os distritos industriais, ingenuamente era considerado um ingênuo “pintor de domingo” por alguns de seus contemporâneos.