o olhar amor na arte após o fim da arte e da filosofia

Veja ao seu redor - a saída existe e está em tudo e em todos nós

Contreraman

Antes:
E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem.

Depois:
Vale o que tem amor.

Fechada para balanço!

Pronto falei e fui!!! Por Rebeca Paola Ribeiro, 2015


img_3968a.jpgÉ um misto de alívio com saudades do que foi bom.

Todos os dias ela ativa o celular pra despertar às tantas da matina, abre os olhos e antes mesmo de desligar o despertador ela te olha e dá um beijo doce, mesmo morrendo de medo do hálito matinal rs. O importante para ela é o toque, a sensação que provoca o simples toque de seu lábio na pele dele.

Ela se senta na cama ainda sonolenta e se preocupa rapidamente em passar os cabelos atrás da orelha pra ver se baixa o volume bagunçado pelo cafuné do noite que passou, e ela faz isso sorrindo porque acha que sua imagem deve estar bem engraçada, mas não deixa de se preocupar, e tenta não deixar que ele perceba.

O café com leite está na mesa, ele gosta de mais café que leite, e ela começa a observar as manias dele, detalhe, sempre com aquela cara de babaca apaixonada, do tipo sou sua lagartixa mesmo, pode jogar na parede e tudo mais. Mas voltemos às manias, tipo: cutucar o nariz, fumar um cigarro e com baquetas imaginárias sair batucando tudo que encontra pela frente. Não pode faltar espiar o celular e nem chamá-la com aqueles apelidinhos que são tão, tão, que chegam a ser muito marcantes, marcantes e engraçados, coisas do tipo cabeção, pedacinho de vida ou fêmea rs.

Ele faz o acabamento matinal rs, arruma o cabelo, dá um tapa na barba e a correria começou; ela nos bastidores para que tudo corra bem. O horário está batendo, e junto o coraçãozinho da fêmea parece sair fora do peito: será que ele vai chegar bem no trabalho? Será que vai se alimentar? Será que levou a jaqueta? Será que tem alguma pentelha muito bonita olhando pra ele. - Gente, normal vai, quem nunca pensou rs.

Será que um dia ele vai sentir como ela o Ama?

Os homens não conseguem enxergar 1% do que suas mulheres sentem. Acham que fazemos e cuidamos por regras hipócritas impostas por uma sociedade mental deles mesmos, medíocre e machista. Pensam que fazemos por serem cuidados básicos a oferecer.

NÃO: seria impossível fazer até o básico sem qualquer sentimento. Não fazemos por obrigação. Esse tempo já se foi há muito. Fazemos por carinho e cuidado; por sentimentos lúcidos como Amor ou paixão. Eu deixei aqui só um pedacinho da rotina de milhões de mulheres no mundo que, embasbacadas de Amor, entram no sistema machista sem ao menos perceber. O seu machista te valoriza?

Então: valorize-se querida, deixa de babaquice e põe o cara para ser o babaca por você!

Pronto falei e fui!!!

Copyright, 2015, Rebeca Paola Barbosa

2056049-fortress_of_solitude.jpg


Contreraman

Antes: E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem. Depois: Vale o que tem amor..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Contreraman
Site Meter