o olhar amor na arte após o fim da arte e da filosofia

Veja ao seu redor - a saída existe e está em tudo e em todos nós

Contreraman

Antes:
E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem.

Depois:
Vale o que tem amor.

Rir, chorar e amar é algo que a gente aprende fazendo

É claro que sentir amor por alguém é algo muitas vezes confuso: a gente passa horas a fio tentando descobrir se aquilo que sentimos é mesmo amor.


il_fullxfull_440826217_bz7j.jpg

Cada um tem seu jeito de rir e de chorar que diz respeito só a ele/a. Ninguém ri ou chora errado. Quando criança, a gente ri e chora e ninguém nos diz que nosso jeito é errado. Mas a gente parece ter muitas vezes no decorrer da vida dificuldade de amar. Muitos de nós nem sabem o que é isso.

Outros dizem que isso é balela, e morrem repetindo. Outros dizem que existe, mas que não deve ser tão levado a sério. Existem infinitos cagadores e cagadoras de regras quanto àquilo que seria ou não seria o amor. E existem muitas categorias para o amor.

É como se aquele sentimento que sintetiza muito daquilo que o ser humano é fosse ficando, em nossa mente, rarefeito e confuso, assim como duvidoso. Como se a gente não soubesse mais rir e chorar. Como se a gente não conseguisse mais sentir a felicidade - e muitas vezes chorar é só isso: felicidade.

É claro que sentir amor por alguém é algo muitas vezes confuso: a gente passa horas a fio tentando descobrir se aquilo que sentimos é mesmo amor. Para isso, cada um tem e precisa ter seus critérios pessoais, que só valem para a própria pessoa. São critérios que além disso mudam e até desaparecem a depender a vida real que a pessoa consiga viver.

Eu mesmo procurava na Filosofia, Auto-Ajuda, Psicanálise, e tudo o mais, até nas religiões, algo que pudese me orientar: estou amando? isso é ou não é verdade? Posso me assegurar disso, e dizer por aí? Não nego que algo em qualquer disciplina ou que algum sábio qualquer possam nos resolver essas dúvidas. Mas uma coisa eu sei: amar mesmo a gente só aprende amando.


Contreraman

Antes: E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem. Depois: Vale o que tem amor..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious //Contreraman