o olhar amor na arte após o fim da arte e da filosofia

Veja ao seu redor - a saída existe e está em tudo e em todos nós

Contreraman

Antes:
E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem.

Depois:
Vale o que tem amor.

A questão é tratar-se com carinho... e disciplina

Toda fase é transitória. A gente crê estar bem numa determinada conjuntura, quando depois enfrenta problemas, e precisa se superar. Nessa passagem de bastão - de fase para fase -, a gente muitas vezes se depara com uma pessoa que não imaginávamos encontrar (muito pior). Então, nosso esforço TEM de ser no sentido de MELHORAR.


A_Man_Walking_in_Desert_Wallpaper-1160x725.jpgNesse esforço de superação, muitos ultrapassam qualquer limite. Descuidam da saúde, tratam-se mal, não conseguindo desfrutar um pouco da vida que têm, comem mal e começam a se maltratar de formas que antes não imaginavam possível (ou imaginável). Nesse ponto, muitos quebram, pioram e até mesmo falecem. Quando não têm o apoio familiar, viram fantasmas que é preciso carregar por muitos anos.

Nesse ímpeto de superação, muitos se tornam descrentes e pioram até não poderem mais. Já outros encontram mensagens de apoio dos lugares mais inimagináveis (para eles), e começam a melhorar, aos poucos. Mas precisam se defrontar com aquilo que são, e nesse esforço nenhuma luta é mais árdua do que aquela que é preciso enfrentar consigo mesmo.

É nesse ponto, quando a pessoa encontra o bom caminho, que precisa ao mesmo tempo manter carinho diante de si mesmo e muita disciplina. Precisa saber se cuidar, e cuidar dos outros. Precisa entender que precisa mudar, no seu jeito de agir, e com isso tentar ir à frente, para cuidar de si e dos outros. Porque a pessoa que muda realmente começa a cuidar dos outros. Normalmente quem cuida bem de si cuida também dos outros.

É uma fase difícil. Em que horários precisam ser respeitados, a palavra precisa ser mantida, a oportunidade precisa ser capturada com o risco de perder uma ou a chance real de se recuperar. É como andar no deserto, em busca de poucas gotas de chuva, e em que não se pode descuidar de nada. É preciso muito cuidado ao andar, ao se tratar. Até mesmo ao se cuidar na aparência, e ao sair para tentar vislumbrar uma saída.

Pessoas em busca de recuperação precisam encontrar luz onde não conseguem enxergar um palmo à sua frente. Mas nunca saem as mesmas do esforço. Pois Deus parece torcer por elas.

É esse o apanágio da fé.


Contreraman

Antes: E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem. Depois: Vale o que tem amor..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// //Contreraman
Site Meter