o olhar amor na arte após o fim da arte e da filosofia

Veja ao seu redor - a saída existe e está em tudo e em todos nós

Contreraman

Antes:
E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem.

Depois:
Vale o que tem amor.

Muitas vezes somos nós

Muitas vezes somos nós os culpados, por algo que havíamos percebido já, mas que deixávamos passar.


michael whelan_sf_intangibles - dream and disillusion.jpgMuitas vezes somos nós que não cumprimos as expectativas. Que não atendemos com a presteza necessária. Que não satisfazemos as promessas feitas em nosso nome. Que deixamos os outros a ver navios.

Muitas vezes somos nós então que não prestamos atenção. Que não vemos o carinho que nos dedicam. Que não compactuamos com esperanças que fizeram acreditando em nós. Que nos colocaram esperando que acordássemos.

Muitas vezes então somos nós que não acordamos. Que não vemos as luzes ao nosso redor. Que não reparamos nos sorrisos. Ou que nos afastamos deles, porque não nos achamos merecedores. Ou que só vemos o lado ruim das coisas.

Porque muitas vezes somos nós a pessoa errada. Somos nós aquele em que não dá para confiar. Somos nós aquele que deve ficar de lado, porque os outros não nós vêem como somos - ou nos vêem realmente como somos. Porque não nos recuperamos.

Muitas vezes somos nós que precisamos descobrir tudo isso tarde demais. Em meio a sonhos de dor, ou de descrença. Em meio a sensações de que fizemos algo errado - até sem perceber. Muitas vezes somos nós que precisamos pagar o pato.

Muitas vezes somos nós os culpados, por algo que havíamos percebido já, mas que deixávamos passar. Muitas vezes somos nós que precisamos então amargar a solidão. Muitas vezes somos nós que precisamos então atravessar o deserto - talvez para apenas nos encontrarmos, ao final do caminho.

Em meio a sol ou a um oásis, que pode enfim nos salvar.


Contreraman

Antes: E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem. Depois: Vale o que tem amor..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Contreraman
Site Meter