o olhar amor na arte após o fim da arte e da filosofia

Veja ao seu redor - a saída existe e está em tudo e em todos nós

Contreraman

Antes:
E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem.

Depois:
Vale o que tem amor.

EM BUSCA

Aos poucos, em meio a meu corpo acordando, minha alma começa a se afastar de você.


peace3.jpgNão passo por isso sozinho. Sei que parte de todo esse esforço vem de fora, dEle falando comigo, com carinho, mas também que em grande parte o esforço para isso acontecer precisa surgir em mim.

Ontem, vi gente nova. Gente com a qual pretendo conviver no próximo ano e meio. Gente que poderá me ajudar a sair de mim. E a entrar mais profunda e profusamente em mim.

Deve ser um processo fundamental. Um processo pelo qual aprofundarei aquilo que Ele já está me oferecendo. A mim, que navego meio sem guia. Embora bastante municiado.

Quem sabe assim eu consiga deixar de desesperar sempre que acordo. Sempre que me lembro de você. E sempre que superestimo um amor que, vindo de você, era inédito, mas que eu mesmo não sentia por mim.

Um dia talvez você consiga reparar. Foi em minha recusa que você realmente cresceu. Que você chegou perto de se encontrar. E que você saiu do amor pelo outro para encontrá-lo em si.

Mas sei que nunca você irá me agradecer. Sei que você jamais irá entender. E sei também que jamais terá paciência para isso. Pois terá perdido algo nesse caminho, também.

Eu, de minha parte, embora tenha perdido tanto — a você, a tua família -, também encontrei. Mas para me encontrar precisarei de mais, e por isso as linhas que precederam. Minha caminhada apenas começa. E foge muito do formal. Foge do normal. Foge de mim.


Contreraman

Antes: E as coisas que continuam já se foram. E as que se foram continuam para nunca terminarem. Até um fim que nunca vem. Depois: Vale o que tem amor..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// //Contreraman
Site Meter