observatorio

Quem disse que o ócio não pode ser produtivo?

Vagner Oli

Em uma relação séria com a engenharia, às vezes da uma fugidinha com a amante Cinema. Admirador da beleza e inteligencia feminina, poesia, das ideias progressistas, da vida simples e das pessoas com estilo próprio.

O rock ficou velho e também conservador

O revolucionário inventa as ideias. Quando as exaure, o conservador as adota.”
Mark Twain


Fim dos anos 50 Elvis espantava o mundo com seu rebolado e deixava as meninas loucas com sua voz e topete. Os Beatles não eram tão bonitos, mas não ficaram pra trás. Foram das baladinhas românticas a psicodelia. Tivemos muitas bandas e cantores que por meio das suas danças, letras e solos de guitarra sacudiram o mundo literalmente como: Bob Dylan, Rolling Stones, The Who, The Doors, Janis Joplin, Joan Baez, The Kinks, Pink Floyd, Iggy Pop, Sex Pistols, U2, Nirvana, Rage Against The Machine, Pearl Jam entre outras. Nem todas eram tão politizadas, mas questionavam algo, as vezes meio que sem querer, mas questionavam e nunca estavam de acordo com a ordem vigente, e o que temos hoje?

tumblr_mna8dqCJXP1rtsvj0o1_500.png

Essas mesmas bandas (claro, os que viveram) e que já estão velhos demais em sua maioria para protestar, o que surge uma meia dúzia que só fazem baladinhas de amor, salvo raras exceções.

No cenário nacional temos roqueiros ou ex-roqueiros que chamam a ditadura de revolução, e antes se na minha adolescência procurava conversar com pessoas desse meio rock in roll, hoje já nem faço tanta questão, pois o meio anda muito conservador e preconceituoso. Eu via o rock como algo libertador, mas hoje há apenas clubinhos que na verdade sempre existiram... do metaleiro que não escuta nada além de metal e do clubinho do rock, que são aqueles que veem como inferior todo ser que não gosta dos mesmos gostos ou não se enquadra ao “clube”. Onde está a liberdade nisso? Acho que a diferença é que pelo menos antes eles iam contra a corrente, hoje nadam a favor. Thumbnail image for 1979_FirstDecade_rwinters_com.jpg

Hoje o admirador do rock in roll não é mais o sujo que vai contra o sistema, pelo contrário em sua maioria são os que mais defendem tipo classe média yuppie. Querem ficar ricos!! (são caboclos querendo ser ingleses) para poderem ir aos grandes e caros festivais, não há mais espaço para Woodstock.

uzzle_woodstockColor_couple.jpg

E com tudo isso há tempos o rock perde espaço e apenas ficam as lendas e o desejo de que muitas dessas lendas ressuscitem, mas não peço tanto, espero que ao menos surja algo que não precisa ser tão bom musicalmente, pois técnica hoje se tem aos montes, mas coração isso falta. E assim como o Samba, não podemos deixar o rock morrer. Enquanto isso aguardamos que ressurja com aquela velha ideia de não ter aquela velha opinião formada sobre tudo, pois o rock nunca teve a ver com a cultura do status, pelo contrário sempre teve a ver com a falta dela.


Vagner Oli

Em uma relação séria com a engenharia, às vezes da uma fugidinha com a amante Cinema. Admirador da beleza e inteligencia feminina, poesia, das ideias progressistas, da vida simples e das pessoas com estilo próprio..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/musica// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Vagner Oli