Ana Calazans

Os livros me criaram, a curiosidade me alimenta e o kung-fu me alegra

  • todo-sobre-mi-madre1.jpg
    20 filmes de formação

    Desde 1976, ano em que Um Estranho no Ninho ganhou como melhor filme e eu tinha nove anos, assisto religiosamente à cerimônia do Oscar -não me importa a caretice. O Oscar, os livros de fotografia de artistas das décadas de 20,30 e 40 que fizeram parte de minha infância e a Sessão Coruja me despertaram para o cinema. Fui pensar e fiz uma lista de 20 filmes de formação em ordem crescente por ano de lançamento com links para trechos, trailers e filmes completos.

  • LR_LA_BW_Main.jpg
    Lou Reed Tai Chi

    Por 25 anos Lou Reed foi além de uma lenda do rock um dedicado aluno de kung fu.Quando migrou do estilo Garra de Águia para o Tai Chi do estilo Chen ele encontrou a mesma mágica que havia achado na música e se tornou um mestre. O príncipe da dor e da beleza subiu aos céus "voando com uma espada às costas" nos braços de sua amada Laurie e executando com as mãos as 21 formas do estilo Chen.

  • question2-detail-01-siterollinbeamish.jpg
    Um Kung Fu para Chamar de Meu

    O Brasil é considerado, ao lado dos EUA, o país onde a herança do kung fu tradicional tem sido melhor preservada.Esta herança está intimamente ligada a seu componente espiritual - não necessariamente religioso - vinculado ao budismo chan ("pai" do zen japonês) e também ao taoismo e confucionismo. Assim, esta arte pode e deve ser absorvida como um “budismo físico" no qual a ênfase não recai apenas no componente marcial e externo, mas também no mental, emocional e espiritual.Disciplina de autodescoberta e autodesenvolvimento, o kung fu é uma arte que aprofunda e ilumina o maior tesouro do homem: sua singularidade.

  • tumblr_n6datr5rek1qetnlco1_r2_500 (2).png
    Idoru

    Segundo livro da Trilogia da Ponte de Willian Gibson, Idoru é um noir cyberpunk que tem como pano de fundo a história de amor de um astro do rock e de um constructo de personalidade e estrela da música pop que se expressa no mundo real como um holograma.

  • full.jpg
    O Coração das Trevas

    O Coração das Trevas é um libelo contra o imperialismo e um tratado sobre o lado sombrio da natureza humana. Escrito sob a influência de um dos genocídios menos lembrados da história, a criação do Estado Livre do Congo, o livro inspirou obras como os poemas The Waste Land e The Holow Man de T.S. Eliot e o filme Apocalise Now de Francis Ford Coppola.

  • black-karate-belt.jpg
    O Sentido da Faixa Preta

    Adotada apenas no século XIX como símbolo de maestria nas artes marciais, a faixa preta possui um sentido muito mais complexo do que suspeita o senso comum.

  • Gibson-detail-02-site.jpg
    Território Fantasma, o Mapa de Sombras de Gibson

    Willian Gibson, o dono da mente que criou o futuro multicultural hiperconectado da ficção cyberpunk, imagina em Território Fantasma como personagens que vivem à margem do poder podem definir o mundo em que vivemos.

  • Takasugishinsaku_kendo.jpg
    As Profundezas Infinitas da Banalidade

    Sodô Yokoyama, chamado de "O Mestre da Flauta de Folha", é considerado um dos cinco grandes renovadores do zen japonês no século XX. No texto traduzido abaixo, Yokoyama nos mostra sua visão particular sobre o zazen, que traz como maior presente o despertar do homem para sua banalidade e a ideia libertadora da prática eterna.

  • head-of-buddha_10794_600x450.jpg
    Chan, o Dharma da Natureza

    O Chan,ramo do budismo chinês que originou o Zen no Japão, foi uma reação contra o formalismo dogmatico que havia afastado os fiéis da pureza dos ensinamentos originais de Buda.

  • tumblr_mlcmr4PWLW1qjd1kgo1_500lauralink88.jpg
    Trilogia 1Q84: Realismo, Idealismo e Romantismo

    Em dezembro foi publicado no Brasil o último volume da trilogia 1Q84 de Haruki Murakami. Viciante, lírico e difícil de classificar, o livro é uma obra aberta na qual cada um escolhe o universo que quer encontrar ou tentar, inutilmente, decifrar.

  • john-william-waterhouse-after-the-dance.jpg
    Lord Dunsany

    Um dos pais da fantasia juntamente com Edgar Allan Poe e autor de mais de 80 obras publicadas, Lord Dunsany teve uma vida semelhante aos personagens de histórias fantásticas. Nobre, herói de guerra e morador do castelo mais antigo da Irlanda, ele é o elo esquecido que inspirou J.R.R. Tolkien, C. S. Lewis e Neil Gaiman. Leia aqui duas histórias traduzidas do mestre.

  • iaido_yasukuni_8321.jpg
    Ki: O Lado Invisível da Força

    Existe um campo de energia invisível no universo e dentro de nós preenchido pelo que os orientais chama de ki ou chi. Saber captar e manipular essa energia em um combate é um dos segredos das artes marciais chinesas e japonesas como o kung fu e o aikido. Tomar consciência desse campo implica perceber que o espírito e a matéria são interdependentes.

  • 23-24717-0-5-os-desencantados.jpg
    Os Desencantados

    No final dos anos 30, o jovem aspirante Budd Schulberg embarca na fantasia de trabalhar ao lado de seu ídolo, F. Scott Fitzgerald, na produção do roteiro de um filme para um chefão de Hollywood. A comovente e profundamente humana descida ao inferno de quem outrora fora um príncipe da Era do Jazz é acompanhada por um solidário aprendiz/anjo da guarda que se recusa a acreditar que seu sonho virou um pesadelo. A história é narrada com toda grandeza no livro Os Desencantados.

  • iaido--10-tim-nichols.jpg
    BuDo, o Caminho a cada Instante

    Diferentemente da tradição marcial chinesa que foi em boa parte perdida devido a conflitos como a guerra dos boxers e a revolução maoísta, o budo japonês sobrevive como guardião das artes de combate. Alimentado pela espiritualidade zen (derivada do budismo chan) e reconhecendo a influência do taoismo e confucionismo chineses, o budo subverte a ideia de luta como esporte e da vitória física sobre o adversário como objetivo final para mirar em um alvo muito mais profundo.

  • header2.gif
    O Homem do Castelo Alto

    Em uma distopia onde os países do Eixo ganharam a II Guerra Mundial, alemães, japoneses e americanos agem às cegas em meio a intrigas políticas, medo e o I Ching enquanto lutam para agarrar um mundo que parece se desfazer. Considerado por muitos como o melhor livro de Philip K. Dick, O Homem do Castelo Alto é uma obra formada por várias camadas de sentido - assim como a realidade de Dick.

Site Meter