os ruídos do mundo.

Comumente silencioso para seus ouvintes, o mundo só produz ruídos.

Leonardo Quinebre

Brevíssimos comentários sobre Zoë Keating


Creio que sua música representa melhor qualquer texto sobre, mas vamos lá. Zoë Keating, ou também conhecida por "one-woman orchestra", apresenta-se com um estilo inconfundível, unindo música clássica a um software, que permite a ela tocar, gravar cada camada de suas músicas e já reproduzir, tudo ao vivo, sem o auxílio de ninguém.

Os anos que trabalhou em uma empresa de softwares e o período que integrou uma banda de rock certamente a ajudaram a criar esse método que faz dela uma verdadeira orquestra de uma só violoncelista.

Ainda muito pouco conhecida em países lusófonos, razão pela qual não há material algum em português, mas para que palavras, certo? Por isso, limito-me a apresentá-la ao que ainda não a conheciam.

Apesar de vender suas músicas, as disponibiliza gratuitamente em seu site (http://www.zoekeating.com), no qual é possível encontrar toda sua discografia desde o início de sua carreira solo, em 2004. Não saberia dizer o que mais impressiona em seu estilo. A agradável e harmoniosa sobreposição de camadas, a abordagem DIY (faça você mesmo) ou o uso, se não exclusivo, incomum da tecnologia na música.


deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 2/s/musica// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Leonardo Quinebre