otti

arquitetura | design | fotografia

ilde casotti

Preencher o vazio nem sempre significa torná-lo cheio.

A beleza do horrível

Muito já ouvi falar a respeito do aquecimento global e do derretimento das geleiras do planeta. Mas depois de assistir ao documentário Chasing Ice, surgiu em mim um lamento profundo do quanto o ser humano pode ser tão cruel, sem que nada o faça retroceder, causando tantos danos ao planeta que em muito pouco tempo, mesmo, iremos ultrapassar uma linha sem possibilidade de retorno.



ak-9-2010-2563.jpg

O documentário mostra os registros feitos pelo fotógrafo James Balog que, desde 2006 vem acompanhando diversas geleiras e, através da técnica de time-lapse, mostra a evolução do derretimento causado pelo aquecimento global deixando aqueles que continuavam com o discurso de que não havia o problema, tendo que se render aos fatos.

Balog criou a Extreme Ice Survey (EIS), para contar essa história. A história de um planeta em evolução. São cerca de um milhão de fotografias que revelam o recuo extraordinário de geleiras e camadas de gelo, ajudando as pessoas a compreender a realidade da mudança climática e fornecendo evidência visual vital para os cientistas que estudam a dinâmica glaciar.

A EIS instalou 27 câmeras de lapso de tempo em locais remotos na Groenlândia, Islândia, Nepal, Alasca e as Montanhas Rochosa.

Seu trabalho foi objeto de um documentário da PBS, um livro National Geographic, e inúmeras publicações em revistas e jornais.

Veja agora alguns desses registros de beleza e horror ao mesmo tempo. Registros do resultado da ganância humana.

ak-9-2010-0265.jpg ap_2011-01_2033-rev.jpg bc_8_2009_0757-rgb-master.jpg bc_8_2009_0793-rgb.jpg EIS_01.jpg EIS_02.jpg EIS_09.jpg EIS_11.jpg EIS_12.jpg EIS_17.jpg gl-3-08-10742-copy.jpg gl-7-08-001609.jpg gl-8-07-0193.jpg gl-mm7792_090628_0056rgb.jpg gl-mm7792_090707_5232.jpg il-02-2008-6030_edit-r.jpg il-9-2007_pano1-blend.jpg

Veja também o trailer do documentário Chasing Ice, resultado do mesmo trabalho de Balog.

Para mais informações:

www.ExtremeIceSurvey.org http://www.jamesbalog.com

ilde casotti

Preencher o vazio nem sempre significa torná-lo cheio..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
v2/s
 
Site Meter