otti

arquitetura | design | fotografia

ilde casotti

Preencher o vazio nem sempre significa torná-lo cheio.

Navegando com o feminino

Como seriam os navegadores se fossem mulheres? Essa foi a proposta da fotógrafa Viktorija Pashuta, que decidiu fazer um ensaio fotográfico mostrando sua visão de como seria navegar através do feminino.


viktorija pashuta internet browsers.jpg

E se os navegadores fossem femininos? Assim começou a história deste trabalho da fotografa, que já há algum tempo queria realizar este ensaio, mas esperava o "time certo".

Segundo Pashuta, foi necessária uma grande pré-produção e preparação uma vez que cada navegador de Internet tem seu estilo, elementos muito específicos e cores características.

Além de criar uma semelhança visual baseada nas cores principais, a fotógrafa tentou refletir o estilo de cada um dos navegadores de Internet através de roupas, sapatos, acessórios, adereços e poses. Nesta concepção, os nagegadores passariam esta mensagem: o Internet Explorer seria chamativo, o Firefox seria sexy, o Opera mais elegante, o Chrome, útil e prático, e o Safari, moderno.

Vamos ao ensaio e tire suas próprias conclusões.

01 explorer.jpg

02 firefox e opera.jpg

03 opera e safari.jpg

Veja mais no blog da fotógrafa.


ilde casotti

Preencher o vazio nem sempre significa torná-lo cheio..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/// //ilde casotti