palavras desconcertantes

É preciso saber ler as entrelinhas.

Rita Ribeiro

Professora por profissão; blogueira por diversão; escritora, bem... como diria Leminski, escrevo e pronto, escrevo porque preciso, escrevo apenas, precisa ter por quê?

Tempos Modernos

Charles Chaplin continua atual em seu filme e nos convida a uma reflexão, com muito humor


cccccccccccccc (1).jpg

Em 1936, Charles Chaplin lançava Tempos Modernos, filme produzido e dirigido por ele, protagonizado por seu mais famoso personagem, The Tramp (o vagabundo), que vive um trabalhador em busca de sobrevivência, em tempos difíceis de grave crise social.

Chaplin também compôs todas as músicas do filme; e foi a primeira vez que sua voz pôde ser ouvida. Curiosamente, aparece cantando em uma língua inventada por ele, misturando o francês, o italiano e o espanhol.

Com um roteiro inteligente, ousado e bem-humorado, que começou a escrever em 1933, consegue retratar a dura realidade por que passava os Estados Unidos, em decorrência da Revolução Industrial e do capitalismo que geraram muitas dificuldades aos trabalhadores com o surgimento das máquinas e, junto com elas, o desemprego, a pobreza e a criminalidade.

modern-times-3.jpg

Um dos símbolos do filme é o tempo que se torna escasso na vida do trabalhador, que ele mostra com as pessoas apressadas pelas ruas, o pouco tempo para as refeições e o ritmo acelerado das linhas de produção, tudo porque, para a indústria que surgia, tempo era lucro, como ainda é.

São tempos em que o trabalho é mecânico, sem a necessidade de que o homem precise raciocinar. São tempos modernos.

Nas primeiras cenas do filme, outro símbolo, o diretor compara os trabalhadores apressados saindo do metrô a um rebanho correndo para o abatedouro.

3.png

Em algumas sequências divertidíssimas, e que se tornaram antológicas, o operário tem um colapso nervoso em virtude do ritmo acelerado das máquinas; sai dançando e apertando os botões que aparecem em sua frente; e acaba em meio às engrenagens da fábrica.

bfi-00n-kll-13.jpg

11360455.jpeg

Ao deixar o hospital, depois desse ataque de nervos, não consegue mais emprego e, em suas trapalhadas pela rua, acaba entrando numa passeata de grevistas; é confundido com líder comunista, pois pegara uma bandeirinha vermelha caída de um caminhão.

Apanha da polícia e é preso. Porém, por conta de outras de suas trapalhadas, evita uma fuga em massa da prisão; e é libertado por seu feito. No entanto, como são tempos muito difíceis, faz de tudo para voltar para a prisão, pois lá tinha o que comer e onde dormir.

Chaplinpreso.jpg

298190_10200210775925011_2030280803_n.jpg

Conhece Ellen, interpretada pela atriz Paulette Goddar, uma moça pobre que desperta compaixão e ternura de Carlitos, quando ele a vê revirando o lixo em busca de comida, motivo pelo qual, promete ajudá-la. Mas, como ele não consegue arranjar emprego, ela vai trabalhar como dançarina.

A genialidade do autor está nesse equilíbrio entre humor e crítica. O filme diverte e denuncia a realidade ao mesmo tempo.

Cinemascope-Especial-Chaplin-Tempos-Modernos-3.jpg

Tempos Modernos foi um grande sucesso de crítica e considerado, até hoje, um dos melhores filmes do diretor, mas não ganhou o Oscar, muito provavelmente, pelas críticas que o filme faz.

Também teve sua exibição proibida em alguns países da Europa, como a Itália e a Alemanha, por exemplo, pelas citações que fez ao comunismo.

E por que Tempos Modernos é, ainda, tão atual?

Não é somente pela genialidade do diretor, mas também pelo fato de, depois de tantos anos e de tantos avanços tecnológicos que temos visto surgir, paradoxalmente, continuamos os mesmos.

539w-12.jpg

Podemos nos ver, de alguma forma, naqueles operários em trabalhos repetitivos, escravos de uma rotina estressante, cumprindo tarefas e metas, ainda mais em uma época em que vivemos conectados e sem tempo para o próprio lazer.

Nem Chaplin imaginaria que seu filme se tornaria uma parábola, e que muitos anos depois, deixaria a mensagem de que, desde aqueles tempos, o homem ainda não compreendeu que a ganância, o lucro e a falta de responsabilidade social não nos levam a um mundo melhor.

Tempos Modernos é um filme imperdível. Isso vale para quem ainda não o assistiu, e para aqueles que já o assistiram, também.

Modern Times Charles Chaplin 1936.jpg

Abaixo, o filme Tempos Modernos, na íntegra, para quem quiser assisti-lo.

Bom divertimento!


Rita Ribeiro

Professora por profissão; blogueira por diversão; escritora, bem... como diria Leminski, escrevo e pronto, escrevo porque preciso, escrevo apenas, precisa ter por quê?.
Saiba como escrever na obvious.
version 7/s/cinema// @destaque, @hplounge, @hp, @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Rita Ribeiro