palavras soltas

Escritas, devaneios, momentos de realidade misturados com ilusão.

Pablo Danielli

Falam pelas ruas e murmuram por entre bocas que as palavras fazem parte da alma, gestos e atitudes, misturados aos momentos e a pulsante vida são complementos necessários para senti-las.

  • um.jpeg
    anacrônico

    Você respira, sente e sabe que precisa viver, entre um pensamento e outro...
    Sonhos, planos e a vontade inquietante de sentir além de pessoas cinzas.

  • BCB169CD537C4521B38768B4FA2629A0.jpg
    desbotar

    O piscar de olhos, o pulsar de uma emoção...
    Tempo congelado no estante de um pensamento e a fuga nos sentidos que ainda colorem a vida.
    Mãos que tocam, boca que sente, mesmo em um instante ausente.

  • A-pirâmide-política-brasileira.jpg
    a imbecilidade na forma politica

    A politica de hoje, é a ruína da sociedade do amanhã. A omissão das pessoas hoje... É a morte da democracia em sua forma sã.

    Dentre todos os regimes postos e impostos, o do silencio ainda é o que mata mais pessoas e esperança.

  • serenata_no_bordel.jpg
    puta velha

    Essa crônica não tem qualquer compromisso com a realidade ou com algo moral.

    Se você for dessas pessoas moralistas ou que não se permite uma leitura despretensiosa, faça um favor a si mesmo e não leia. Se a caso ler, se deleite.

    É uma serie de crônicas que relata a vida de um personagem fictício, Chamado de “A rotina de Paulo”.

  • murcha.jpg
    O mito destruído

    Mitos são criados e destruídos diariamente.
    Seja no futebol ou na vida, vivemos de heróis e vilões...
    Um dia, somos aplausos e em alguns outros somos vaias, as cicatrizes servem para lembrar e tentar não cometer os mesmo erros, quem sabe com este, coisas boas estejam por vir.

  • deitada-na-cama.jpg
    amores e corações partidos

    O amor
    A vida,
    Um sonho...
    Um coração inteiro
    Divido por duvidas,
    Que pairam no ar.

  • namorados1.jpg
    Toxina

    Alguns desejos são impossíveis de sentir apenas pelas palavras.

    É necessário se permitir viver, desejar e sofrer.

    Porque o que corre nas veias não pode ser apenas sangue, mas há de ser...

    Também amor.

  • plano.jpg
    O plano

    O plano
    Era usar as palavras,
    Era gastar sem ninguém perceber.
    Fazer propaganda com palavras bonitas
    Usar a manipulação da tv!

  • 0,,15514588-EX,00.jpg
    a estupidez humana

    As correntes foram deixadas de lado no tempo da escravidão, mas continuamos todos amarrados pelo nosso preconceito diário, nas pequenas coisas, que alimentamos com palavras e olhares. Sem nos darmos contas, essas pequenas coisas se tornam grandes, com a capacidade de destruir um ser humano.

  • liberdade.jpg
    no mês que vêm

    Na falta de leitos
    O leito da morte,
    Faz mais um refém.

  • brasil-protesto-tarifa-transporte-sao-paulo-20130620-16-size-598.jpg
    o espetáculo da morte

    “Desde o inicio dos tempos à tragédia e a morte, andam juntas na curiosidade humana. Somos atraídos pela tragédia e aprendemos com o passar do tempo a manipula-la, podemos usa-la para criar “vilões” ou para imortalizar “heróis””.

  • cartaz-em-branco-final-01.jpg
    a falta da compreensão

    A falta de compreensão às vezes se da pelo excesso de palavras e em outras tantas, pela falta que elas fazem. Pelo gesto demasiado e pela falta de atitude.
    Compreender esta além de ser ou estar, muitas vezes se encontra no praticar, o sair da inercia.

  • Kolmanskop.jpg
    intima

    Palavras e poesia. Misturas, desejos e fantasias.

  • 589px-Mercedes_Sosa.jpg
    la negra

    Sim, “Gracias a la Vida” podemos dizer que recebemos um presente, sem poder ter a dimensão exata até hoje de seu tamanho. Um presente em forma de voz, de pessoa e de luta.

  • SOM DO SILENCIO.jpg
    o som do silêncio

    Alguns sons e sentimentos rompem o imaginário, às vezes gritam de uma forma única que somente quem o sente pode perceber.
    Detalhes quase imperceptíveis, rompem de forma brusca a harmonia que existe no silêncio.