Vanessa Rossi

Da esquerda à direita; Das frases prontas aos rompantes de criatividade.

As sem razões do amor

O amor é uma comunhão profunda entre duas pessoas que só quem vivencia é capaz de entender. O amor não se explica. É feliz e forte em si mesmo.


amor 0.jpg

“ Te amo porque te amo.”

(Carlos Drummond de Andrade)

De repente o inesperado acontece: Aquele frio na barriga, o sorriso no rosto, a alegria do encontro. Sentir saudades, mandar beijos, recados, querer bem. O amor é uma comunhão profunda entre duas pessoas que só quem vivencia é capaz de entender. O amor não se explica. É feliz e forte em si mesmo.

O amor é completude. Amor é graça. O amor nos arranca do tédio. Nos traz vida.

Como diria o poeta Cazuza: “ Viver a liberdade/ É amar de verdade/ Só se for a dois.”

Quando tudo parece nebuloso, estranho e quando a vida parece chata, o amor cruza conosco de forma avassaladora. Sorte de quem tem a sorte do amor tranquilo, embora tenho a plena certeza de que toda forma de amor é amar.

Acredito que nada é por acaso. Pessoas acrescentam, somam em nossas vidas. Pessoas nos fazem aprender com elas. E elas por sua vez também aprendem conosco. E não me estendo somente a relação amorosa (homem x mulher) mas sim todas as relações de amor.

Não é por acaso que você conheceu seu atual esposo(a) ou namorado(a). Não é por acaso que vocês dividem a cama. Sim, dividir a cama, os momentos de sono, é o momento mais sagrado que alguém pode dividir com outra pessoa e o amor motiva o sagrado.

Não é por acaso que você comete alguma mancada, e depois desculpa-se desesperadamente – O amor tem disso.

Não é por acaso que você aprende a cozinhar divinamente (atividade que você nunca imaginaria para si) só para agradar o outro com pratos deliciosos.

Não é por acaso que justo aquele dia, vocês cruzaram o caminho um do outro. O amor tem lá os seus segredos.

Viver a dois exige entrega, abnegação, compreensão. Exige amor na verdadeira acepção do termo. O exercício do amor é rico, compensador, e sorte de quem se dispõe a amar sem medo.

Nunca fui fã dessas histórias de "Medo de amar" pois como podemos sentir medo do sentimento mais bonito que existe?

É muito bom ter alguém que torça por você, que te inspire, te queira bem, e que você igualmente nutra o mesmo sentimento.

É claro que o amor real, esse que estamos falando, contém seus deslizes. Apesar de tudo, o amor contempla as melhores coisas.

Dificuldades fortalecem a relação.

Discussõezinhas bobas só servem para provar a alegria de fazer as pazes.

A distância, para mostrar o quão bom é estar próximo de quem se ama.

Em suma: O amor é lindo, principalmente quando nos transforma no melhor que podemos ser.

* Dedico ao meu amor.


Vanessa Rossi

Da esquerda à direita; Das frases prontas aos rompantes de criatividade..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// @destaque, @obvious //Vanessa Rossi