parabolicando

literatura, música, cinema, artes plásticas, comportamento

Milu Leite

milu leite é jornalista e escritora

Com as frutas, por elas e a elas

Diante da fruta. O que se vê? O que se sente? O que se recorda? O que se projeta?


Não existe muita coisa tão bonita quanto uma cesta cheia de frutas. Cores, formas, texturas, de imediato, é o que vemos. São coisas do primeiro plano. No segundo, estão os cheiros e os sabores que, imaginamos, têm as frutas da nossa fruteira. O mamão, um incerto gosto de menina andando de bicicleta; a manga, um atraso na viagem ao litoral; as maçãs, uma fome descoberta depois da alegria; o abacaxi, algum momento entre o relâmpago e a despedida. frutas.jpg Mas aí já estamos no terceiro plano, na zona onde se mesclam os odores e as emoções. Fazem isso, as frutas. Mesclam mundos intangíveis. Trazem tudo de volta ou nos lançam para um futuro construído de cascas, inquietações, desejos, sumos, recordações, aromas e consistências. Um futuro para a língua trêmula que estala agora de vontade de comê-las.


Milu Leite

milu leite é jornalista e escritora.
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/caraminholas// //Milu Leite