parabolicando

literatura, música, cinema, artes plásticas, comportamento

Milu Leite

milu leite é jornalista e escritora

pequeno exercício de fuga


DSC08465 (800x536).jpg Agora, toda vez que penso em escrever me dá sono. Nem sei como estou dizendo isto... Os dedos vão me desobedecendo e tenho que fazer um esforço grande para que teclem as letras do notebook, enquanto a imagem que se impõe na minha cabeça é só uma: lençóis frescos, travesseiro e um mundo sem racionalidade. Sonho pouco, ou pouco me lembro de meus sonhos, de modo que dormir é quase me ausentar de mim mesma, é ser um bicho, o bicho que sou ou que sonho ser, mesmo quando em vigília.

Assim, falando do meu esforço em resistir à fuga do mundo e de meus pensamentos, apenas assim consigo escrever. Percebo o truque: vou dizendo o que quero, ou o que posso organizar dividida entre a mentira do momento e o exercício automático, como se não estivesse dizendo nada.

Talvez tenha que ser assim, deixar as palavras se formarem como se fossem donas de mim, soltar tudo ao ar e não parar de teclar. Uvas, madeiras, bocas e pernas, sol, grama e nada sei, amor, esgar de peito, areia nos pés depois do banho de mar, tormenta, riso e quem fui?, devagar as histórias, o último parágrafo do livro, a música que não posso escutar, o estranhamento, olhar e desconhecer o amor, chorar de saudade, tomar os remédios de todo dia, engolir a água e lembrar da aula de pilates e do músculo da perna esquerda, dói não dói, onde vou parar, os anos de vida, a meditação, o aniquilamento da esperança da amiga, a vitória, a preguiça de pensar, a vontade de dormir, a vontade de dormir, a vontade de dormir.


Milu Leite

milu leite é jornalista e escritora.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// //Milu Leite