partículas do acaso

Ideias para dar e vender

Farley Ramos

Protótipo de escritor,poeta do anonimato,tão visceral quanto uma pena no deserto, tão poético quanto a relatividade...

Drops(textos curtos demais pra irem muito além de textos curtos demais)1

Alguns acontecimentos são breves demais pra serem compreendidos por aquele pedaço de massa cinzenta boiando na nossa cabeça, no fundo a gente sempre tentar fazer as coisas caberem numa linha lógica, no fundo a gente sempre tenta domar o furioso galope do acaso amarrando-o nas cordas da explicação.Mal sabemos nós que esse nosso fraco vocabulário é curto demais pra explicar a cena doce do encontro dos tatos de duas mãos que se amam. Pra falar sobre o silêncio uma introdução quase tao grande quanto o texto que introduz.


rose-beetle-3388949_960_720.jpg

“Ah, se eu pudesse te contar…Aquela vista…Aquele beijo…Aquele abraço…Hoje eu acordei tão…Às vezes eu acho que…Será?…Eu nem sei o que dizer…Pra começar…”

Os melhores momentos da vida são inenarráveis. Há alguma coisa de especial nas coisas que não se pode contar.Tantas palavras…Tão poucas palavras pra serem ditas.Imaginar a palavra que cabe, a hora certa,a peleja que é colocar palavras onde se sabe que seria mais harmônico o silêncio…Ah se ao menos eu pudesse…

Talvez a maior frustração para o escritores seja o fato de viverem da narrativa.Terem de tratar bem quem tanto os condena.As pessoas mais chatas do mundo são os amigos do dicionário.Conhecem todos os termos, sabem exatamente a hora certa de se usar cada palavra, conhecem uma palavra que traduz tudo…E o mistério como fica?

As pessoas mais legais do mundo inventam seu próprio dialeto, pintam e bordam com as onomatopeias, inventam palavras…Blé…Deixa pra lá.

“Tenho tédio as controvérsias ” disse certa vez Machado de Assis…Em meio ao caldeirão de letrinhas e palavras que ele podia ter usado”aversão”,”repulsa” ele escolheu “tédio”.Machado provavelmente era um cara legal…Qualquer pessoa que tenha tédio às controvérsias merece o meu aperto de mão.

O maior dilema de um escritor não é muito diferente do maior dilema do resto dos mortais: O problema é que as pessoas tendem a transformar “simples de coração” em “simples decoração” e fazem do amor um coração de papel batendo em alguma parte da lixeira ao invés de dentro do conforto da caixa torácica.

As melhores coisas da vida são inenarráveis.Garcia Marques,Saramago,Machado que me desculpem,mas nunca conheci um escritor que conseguisse dizer tudo o que se passa no exato segundo que precede o beijo, nos olhares apaixonados,no momento que traz a certeza de querer passar a vida inteira do lado de alguém, no que se vê do alto da montanha, no arranha céu…

Nossa…É tão…Caraca…Puta que pariu…

Sobre as coisas da qual não se consegue falar o silêncio diz tudo…E as reticências são a retórica perfeita!


Farley Ramos

Protótipo de escritor,poeta do anonimato,tão visceral quanto uma pena no deserto, tão poético quanto a relatividade....
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Farley Ramos