pausa para um café

Pare, sente, peça um café e aprecie sem moderação.

Filipe Ramos

Ator que nunca atuou, pintor que nunca pintou, músico que nunca compôs, fotógrafo que nunca fotografou, cineasta que nunca filmou, escritor que nunca publicou.

Um anjo com voz rasgante

Ao se deparar com o rosto angelical de Sanne Putseys, é difícil acreditar na potente voz de Selah Sue, uma voz rasgante que não deixa nada a desejar a grandes artistas com o mesmo timbre como Amy Winehouse, Adele e Janis Joplin. A cantora belga que começou postando musicas na internet a pedido de amigos, negou um contrato de gravação por não ser a hora certa, mas hoje é considerada uma revelação no mercado musical mundial.


SS-2-c-Cedric-Viollet1.jpg

Selah Sue nasceu em Leefdaal, uma pequena cidade na Belgica em 03 de maio, com apenas 23 anos vem conquistando o mundo com suas apresentações que encantam o público. Quando indagada sobre as comparações, impossíveis de não se fazer diga-se de passagem, a artistas como Amy Winehouse e Adele, Selah afirma que quando comparada com o que há de melhor não é problema nenhum, e sim um elogio.

81.jpg Sua história é um pouco incomum, como ela mesmo afirma na música Crazy Vibes, não estava destinada a se tornar artista, ninguém de sua família era músico, e quando criança seu sonho era ser bailarina, dançou dos seis aos doze anos. Ela ignorava seu destino e viveu todas as emoções as quais relata nas suas músicas, segunda a joven cantora e compositora, compor foi uma maneira de organizar seus pensamento, tornando-os em soul, funk e reggae, se esforçando para ser digno de seus ídolos, Lauryn Hill, Erykah Badu e Bob Marley.

01.jpg A forma como chamou a atenção dos profissionais da música foi quase inacreditável, ela costumava a cantar em bares locais nos fins de semana enquanto cursava a escola, gravava em estúdios caseiros, na casa e amigos, e publicava rascunhos de suas músicas no MySpace, sem pretensão de seguir uma carreira musical, mas conquistou fãs na rede o que a levou a um contrato para gravação de seu primeiro Álbum em 2011.

Reggamuffin - Selah Sue Para manter seus ideais, ela insistiu que seu álbum de estréia tivesse as musicas que compôs durante sua adolescência, para ela era uma maneira de mostrar ao mundo que ela não tinha sido estragada pela industria musical, que ali existia apenas uma garota adolescente com um violão, que foi escolhida de forma espontânea pelos fãs.Seu primeiro álbum é ambicioso, uma mistura certeira entre electric-rock, hip-hop e soul, indo de baladas mais melosas como “Mommy” até canções mais dançantes como “Crazy Vibes”.

Crazy Vibes - Selah Sue

Em agosto de 2012 seu primeiro álbum foi lançado nos Estados Unidos. Em novembro de 2012 lançou o álbum "Rarities" com versões demo e remixagens de músicas de seu primeiro álbum. E agora em 2013 ela pretende lançar seu 3º Álbum. A cantora e compositora belga já vendeu mais de 720.000 cópias na Europa, sendo 400.000 apenas na França. Em 2011 Selah Sue ganhou o European Border Breakers Awards,(EBBA) e foi considerada pela revista Roling Stones a artista revelação de 2012.

This World - Selah Sue

Lost Ones - Selah Sue (Lauryn Hill cover)

Please feat. Cee-lo Green - Selah Sue


Filipe Ramos

Ator que nunca atuou, pintor que nunca pintou, músico que nunca compôs, fotógrafo que nunca fotografou, cineasta que nunca filmou, escritor que nunca publicou..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/Música// @destaque, @obvious //Filipe Ramos