personality

Toda alma é um pouco clara e um pouco escura, depende de como você olha e quando você olha.

Kelly Soares

Daquelas mulheres fenomenais, que gostam de viagens incríveis, histórias surpreendentes e pessoais sensacionais!

O que aprendi sobre os homens na minha infância

Um homem não quer passar o dia trabalhando e no final dele quando encontrar a namorada, ser cobrado de quem é a garota que curtiu a foto dele no Facebook.


tituloamigo.jpg

Eu nunca fui a garota normal sonhando com coisas normais como todas as outras garotas. Lembro-me de aos 12 anos estar em um grupo de amigas na antiga escola pública em minha cidade de origem. O assunto delas era irritante. Não sei ao exato qual foi o problema comigo, apesar de conversar com todas, eu sempre estava muito por fora dos assuntos daquele grupo. A roupa, a melissa nova, o sonho de usar aparelho. Blá, blá. Naquela época eu estava "viajando" no livro, "A gorda e a volta por cima". Eu não saía para intervalos, ficava na sala lendo e imaginando como a pobre gorda do livro era uma menina injustiçada por não ter o corpo padrão que os garotos queriam. Um dia, na hora do tão barulhento intervalo, um colega de classe me abordou e disse rapidamente:

-Eu queria te dar um beijo...

- “Éca”, que nojo!! Você é um menino, soa que nem porco e fede. Meninos fedem! Falei sem hesitar.

Foi a primeira vez que feri o coração de alguém. Aquele garoto ficou semanas sentando do outro lado da turma, se mantinha calado e cabisbaixo, simplesmente porque sua rejeição além de vergonhosa, havia sido comentada por todos. Acho que foi a primeira vez que tentei entender um garoto. Não me senti mal pelo que fiz, mas me sentia mal pelo que ele sentia e pelo modo que começou a agir após minha rejeição. Comecei a sentar perto dele, mesmo ele me chamando de "magrela", "Olívia Palito" e "Dona Florinda". Nesta época percebi que quando um garoto gostava de uma menina, chamava ela de coisas feias. No dia seguinte, ele estava lá com o braço ferido, cheio de bicheira. Eu não sei ao certo o que aconteceu só me lembro de todos se afastarem dele porque as feridas eram feias demais. Eu me aproximei e perguntei que bicho havia picado o seu braço, ele em tom de revolta, fechou a cara e disse:

- Professora manda a "Olivia palito" sentar.

A professora apenas olhou com aquele olhar de reprovação e se virou para o quadro. Logo eu voltei a perguntar:

-Você caiu de bicicleta? Porque uma vez eu prendi meu pé na bicicleta e ficou bem pior que isso. Logo ele gritou:

-Sai daqui sua magrela não quero você aqui não.

Eu estava tão curiosa que não liguei, empurrei minha cadeira num ato de barulho insuportável, coloquei a cadeira bem ao lado e fiquei lá durante toda a aula, calada mas acompanhando tudo. Não demorou muito para ele simplesmente me contar tudo o que havia acontecido. Não, nós não nos beijamos, mas nos tornamos bons amigos.

O que aprendi na infância?

Primeiramente, que independente de um homem gostar de mim ou não, se estiver com raiva, chateado ou magoado, não irá me querer por perto. Enquanto nós mulheres choramos, ligamos para as amigas, postamos um enorme texto no Facebook desabafando (nem todas), os homens se isolam. É da natureza deles. Comecei a entender o porquê os homens não notam em suas mulheres, ou não prestam atenção quando elas falam, falam e falam. - Hei, o colégio das crianças vence amanhã, espero que você não esqueça. Aliás, você foi ao mercado? Outra coisa, a roupa do uniforme da Laurinha queimou, amanhã cedo vamos lá viu amor, comprar outra e já passamos no banco para pagar a conta de luz.

Consegue sentir nesse pequeno trecho como uma mulher tende a ser insuportável?

Um homem não quer passar o dia trabalhando e no final dele quando encontrar a namorada, ser cobrado de quem é a garota que curtiu a foto dele no Facebook, ou porque ele não a respondeu no WhatsApp sendo que estava online. Sabe, esse surto de carência da mulher deixa o homem inseguro se deve dar um passo à frente no relacionamento.

As vezes você é bonita, até sabe falar bem, tem um nível intelectual bom, mas não é companheira.

Sabe o que assusta um homem quando pensa em casamento? Frescura! Perder hábitos por causa da não aceitação da mulher.

Frescura não é personalidade, entenda!

Se você começa privando seu companheiro das coisas que ele gosta, isso pode ser um tanto assustador para ele, o que o faz pensar que terá uma "chefe", e não uma companheira.

Lembra o comportamento do menininho na minha infância? Enquanto eu o questionei, ele se recuou, quando me sentei ao lado dele ele se abriu.

pt.jpg

As vezes um homem só quer isso. Que você se "sente" ao lado dele e mostre que esta disposta a ajuda-lo a seguir em frente. Foi demitido? Que tal não usar aquela velha chatice dos porquês? Que tal, apoia-lo e incentiva-lo a buscar algo melhor? Que tal você esposa, ao invés de reclamar que ele esqueceu de pagar a conta, pegar a conta a paga-la no dia seguinte? Tomar um pouco a frente das coisas, não significa assumir o papel dele. Significa mostrar para ele que tem uma coluna dentro de casa.

Na verdade é uma questão de equilíbrio. Você pode ser a executiva que dá ordens em seu trabalho, mas deve ter essência e sabedoria para lidar com seu parceiro. Você não é a chefe dele. Qual é o problema de ser uma mulher independente, forte e chefe, mas jogar video game com ele as vezes, arriscar andar de skate, tomar aquela casquinha de criança birrenta e se lambuzar de sorvete, ir ao estadio ver o time dele jogar apenas para se a companheira? Ser equilibrada o bastante para entender que ele tem amigos e que uma pelada no domingo não mata ninguém, inclusive você. Que tal? Perceber que ele também tem gostos, sonhos, medos e receios. Que ele também gosta quando você nota que ele tirou a barba, ou comprou uma camisa nova, que aparou o cabelo e mudou o jeito que passa o gel no cabelo, agora esta mais liso, mais caído, mais espetado... Talvez você não saiba, porque nem se deu ao luxo de apreciar seu parceiro, esta ocupada demais reclamando e encontrando defeitos no comportamento dele.

Os homens também querem ser notados, amados e compreendidos.

Mais companheirismo, mais amor, mais vida, mais diversão, menos chatice! Se você não gosta do que esta recebendo, analise o que esta emitindo. Só se vive uma vez, que tal viver sem frescuras?!

#vamosvivertemostãopoucotempo \o/


Kelly Soares

Daquelas mulheres fenomenais, que gostam de viagens incríveis, histórias surpreendentes e pessoais sensacionais! .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Kelly Soares