pílulas da literatura

Um mundo onde as palavras vivem

Gilmar Luís Silva Júnior

Uma criatura hiperativa, que teme procurar ajuda médica com receio de ser internado.

Análise do poema Epitáfio ao México, de Machado de Assis

A temática da morte honrosa pela pátria esmorece em seguida. Machado o trata num lirismo comedido, numa forma fixa de cinco estrofes com cinco versos cada uma. Ele enfeixa uma série de figuras grandiloquentes – uso de hipérboles, como universo atônito; de prosopopeias, como força indômita e infeliz vencida – para instituir um tom solene ao assunto.


méxico.png

DOBRA o joelho: — é um túmulo./ Embaixo amortalhado/ Jaz o cadáver tépido/ De um povo aniquilado;/ A prece melancólica/ Reza-lhe em torno à cruz./ // Ante o universo atônito/ Abriu-se a estranha liça/ Travou-se a luta férvida/ Da força e da justiça;/ Contra a justiça, ó século,/ Venceu a espada e o obus./ // Venceu a força indômita;/ Mas a infeliz vencida/ A mágoa, a dor, o ódio,/ Na face envilecida/ Cuspiu-lhe. E a eterna mácula/ Seus louros murchará./ // E quando a voz fatídica/ Da santa liberdade/ Vier em dias prósperos/ Clamar à humanidade/ Então revivo o México/ Da campa surgirá //

machado.jpg

Lê-se, a modo de preâmbulo do poema, outro epitáfio: Caminhante, vai dizer aos lacedemônios que estamos aqui deitados por termos defendido as suas leis. É o epitáfio das Termópilas, alusivo à batalha campal entre persas e espartanos, na qual pereceram 300 soldados gregos diante de um número infinitamente maior de persas. Eis que esse princípio – o da peleia desmedida – marcará a tônica deste poema, dedicado ao México, que, à semelhança do Brasil, foi o único país, conquistada a independência, a adotar o sistema monárquico de governo (Larousse, 1998).

A primeira estrofe diz respeito a um movimento poético de particularizar um hábito geral num país marcado pela convulsão social e política. O México, após a independência em 1813, oscilou entre governos liberais e conservadores. Perdeu metade do território para os EUA, em parte pela política expansionista do poderoso vizinho, e outra pela venda ilícita de terras promovida pelo ditador mexicano Antonio López Sant’Anna (idem).

Campa_02.JPG

A poesia bélica, por assim dizer, nasceu com Homero. Mas, o primeiro poeta que exalta o sacrifício pela pátria foi o espartano Tirteu, no século VII a.C. – “Para um homem de bons sentimentos é belo morrer por seu país” (Cavalcanti, 2012). O verso mais conhecido de louvor à morte pela pátria pertence ao romano Horácio: “É doce e honroso morrer pela pátria; a Morte persegue o homem que dela foge, não poupa os tendões nem a espinha do jovem covarde” (Ramos, 1964).

A temática da morte honrosa pela pátria esmorece em seguida. Machado o trata num lirismo comedido, numa forma fixa de cinco estrofes com cinco versos cada uma. Ele enfeixa uma série de figuras grandiloquentes – uso de hipérboles, como universo atônito; de prosopopeias, como força indômita e infeliz vencida – para instituir um tom solene ao assunto. Os elementos positivos – como justiça, louros, liberdade – estão em séria desvantagem diante das unidades arbitrárias e agressoras – como espada, obus, mágoa, dor. Traz, assim, a simbologia de guerra fixada por Chevalier: A guerra que, em face do sentimento geral desde a Antiguidade, dos costumes contemporâneos e do aumento dos poderes de autodestruição, constitui a imagem da calamidade universal, do triunfo da força cega, tem,na verdade, um simbolismo extremamente importante. (...) O ardor guerreiro se exprime simbolicamente pela cólera e pelo calor (Chevalier, 2012).

A última estrofe é um libelo por dias melhores: “E quando a voz fatídica/Da santa liberdade/Vier em dias prósperos/Clamar à humanidade,/Então revivo o México/Da campa surgirá”. Novamente, percebe-se o tom niilista, de que o país permanece morto enquanto persistir as arbitrariedades.


Gilmar Luís Silva Júnior

Uma criatura hiperativa, que teme procurar ajuda médica com receio de ser internado..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Gilmar Luís Silva Júnior
Site Meter