Maíra F. Guimarães

Toma banho de chapéu, não espera o papai noel, porém discute Carlos Gardel, entre outros, além de ser uma metamorfose ambulante.
Então vá, faça o que tu queres!

Ela

Amor em tempos de tecnologia; Ela vai longe e mostra que na era digital, em uma charmosa modernidade retrô, não há espaço para diferenças e quebra paradigmas em uma história instigante e transformadora.


her-vero_navarro.jpg

Her -Spike Jonze; EUA , 2013 – 126min; Romance Warner Bros. Direção: Spike Jonze. Roteiro: Spike Jonze. Elenco: Joaquin Phoenix, Scarlett Johansson, Rooney Mara e Amy Adams.

Ambientado em Los Angeles, em um cenário futurista não muito longe do que já vivemos, e com ares de modernidade “retrô” o filme Ela desenvolve uma trama extremamente instigante, questionadora e atual, afinal o que são os relacionamentos em um mundo voltado para a individualidade e solidão?

A partir do momento em que o personagem principal Theodore, interpretado pelo excelente Joaquin Phoenix, termina seu casamento com Catherine (Rooney Mara) sua rotina parece se tornar repetitiva e sem graça, até seu trabalho, que ironicamente é escrever cartas de amor para outras pessoas, se torna cansativo e sem inspiração.

Sua vida muda quando ele resolve comprar um sistema operacional para organizar o que parece já sem salvação, seu próprio cotidiano, e é ai que surge a voz sexy e rouca de Samantha interpretada de forma primorosa por Scarlett Johansson. O que era para ser um serviço padrão acaba por ser tornar uma amizade e posteriormente evolui para uma história de amor. Apenas pela voz podemos notar sentimentos e emoções complexos presentes em todos os relacionamentos. Como todos os casais eles passam por crises, sentem ciúmes, precisam aceitar as diferenças um do outro, têm momentos de dúvidas e desilusões, ápices e quedas.

Theodore tem que lidar com as mulheres de sua vida, desde a reprovação de Catherine, ao apoio e companhia da amiga Amy (Amys Adams) a qual o incentiva a se libertar de seus próprios preconceitos e inseguranças e com a complexidade e inteligência de Samantha.

Ganhador do Oscar e do Globo de Ouro de melhor roteiro, prêmio importantíssimo, porém subestimado pela academia, Spike Jonze nos faz refletir sobre nossa própria realidade e relação com o mundo contemporâneo, pois em tempo de tão pouco contato físico e percepção do próximo, por que não se apaixonar por um sistema operacional, que é inteligente, que entende, que ajuda e apoia? Mais que uma história de amor Ela é um filme sobre aceitação das diferenças, libertação individual e quebra de paradigmas.


Maíra F. Guimarães

Toma banho de chapéu, não espera o papai noel, porém discute Carlos Gardel, entre outros, além de ser uma metamorfose ambulante. Então vá, faça o que tu queres! .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/cinema// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Maíra F. Guimarães