Maíra F. Guimarães

Toma banho de chapéu, não espera o papai noel, porém discute Carlos Gardel, entre outros, além de ser uma metamorfose ambulante.
Então vá, faça o que tu queres!

V de Vingança Sob uma Ótica Atual

"Os trens, pelo menos, saem na hora certa...mas não vão a lugar algum.
Sob a frágil superfície da civilidade o caos se convulsiona." (Alan Moore)


22facd1d82be07891ed57aad60bba6a5.jpg

Popular HQ, escrita por Alan Moore e ilustrada por David Lloyd, V de Vingança foi idealizada nos anos 80 e se passa em um futuro não muito distante, entre 1997 e 1998. Apesar desse futuro já ter virado passado a narrativa continua extremamente atual e ainda inspira muita gente mundo afora. Esta se passa durante um governo totalitário que domina a Inglaterra suprimindo e violando os direitos dos cidadãos. Codinome V é o grande herói da trama que irá desafiar todo o conceito de uma sociedade.

Não há muita informação sobre Codinome V, sabemos que ele foi uma pessoa reprimida pelo sistema e sobreviveu a uma passagem por um campo de concentração. Não importa se ele era gay, homem, mulher, negro ou judeu, sabiamente o autor não transforma o herói em uma vítima e sim em uma grande potência de resistência que poderia ser qualquer um de nós.

A grande desilusão de V foi com a justiça, que o traiu e agora “flerta com homens de uniforme”. Essa passagem é particularmente inspiradora, pois muitas vezes não é realmente possível se confiar na justiça, existem inúmeros casos de corrupção e obstrução da mesma, dois pesos e duas medidas, para quem tem poder e dinheiro e para quem não tem.

É possível relacionar muitos aspectos do governo ditatorial retratado no roteiro (em graus e níveis diferentes) com nossa realidade. Apesar de vivermos em uma democracia é inegável que existe abuso de poder, manipulação da mídia, desigualdade racial e de gêneros e um estado totalmente influenciado por potências religiosas.

7fb71946f120361c30b78af85ff55f61.jpg

Considero dois os vetores predominantes de dominação representados na HQ: a mídia e a religião. A religião é uma grande desculpa para a intolerância, o slogan do governo totalitário de V é: “Força através da pureza, pureza através da fé”. Qualquer semelhança não é mera coincidência. Temos inúmeros problemas de desenvolvimento devido as bancadas religiosas, a qual existem em diferentes níveis da política, e usam erroneamente crença e credo para barrar projetos importantes, do ponto de vista social. Tais como: legalização do aborto, descriminalização das drogas, igualdade entre gêneros, para mulheres e principalmente homossexuais.

O grande propulsor do governo fascista é a intitulada Voz do Destino, e é por essa voz, o grande canal de informações, que a população é manipulada. Há também uma forte tendência a alienação do povo que sem cultura segue a programação em massa oferecida, a qual é muito próxima ao que temos hoje em dia. Nos portais de notícias da internet atualmente encontramos mais informações fúteis e de celebridades do que assuntos pertinentes, e na TV aberta a média é de três novelas para um noticiário, no horário denominado nobre, ou seja o de maior audiência. O pouco que temos de informação pode ser altamente tendencioso.

Uma grande sacada de Alan Moore e David Lloyd é enaltecer a cultura como uma forma de libertação e um veículo formador de opinião crucial na formação do herói. V transpira cultura, este cita passagens de Shakespeare, Aleister Crowley, Arthur Koestler...canções de Billie Holiday, Rolling Stones, Cole Porter, Velvet Underground. De fato um canal essencial para formação crítica.

A maior luta de Codinome V é pela liberdade, e lentamente ele destrói os pilares que engessam a sociedade. “Não há sentido na justiça sem liberdade”. Primeiro vem a destruição para posteriormente existir uma reconstrução. Ironicamente os responsáveis, tanto por um governo totalitário quanto por uma possível nova forma de governar, somos nós, a população que compõe a sociedade vigente. Temos um poder que no fundo nem sabemos que existe, que muitas vezes é abafado, mas resiste. Não é à toa que a máscara estilizada de Guy Fawkes usada por V é tão popular em manifestações pelo mundo inteiro. Inglaterra triunfa!

V-for-Vendetta-Download.jpg


Maíra F. Guimarães

Toma banho de chapéu, não espera o papai noel, porém discute Carlos Gardel, entre outros, além de ser uma metamorfose ambulante. Então vá, faça o que tu queres! .
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/literatura// @destaque, @hplounge, @hp, @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Maíra F. Guimarães