poliedro

Facetas da cultura hispana mundo afora.

Javi

Falles de Valencia, um carnaval incendiário

O carnaval valenciano é conhecido pela exuberância de seus carros alegóricos, de suas figuras oníricas, de suas personagens caricatas... e de seu ardente final, a incineração.


A tradição deste peculiar carnaval em chamas remonta ao século XVIII e a sua celebração se extende por todo o Levante espanhol, principalmente na cidade de Valencia.

crema.jpg© Divulgação.

A festa das fogueiras é celebrada entre os dias 15 e 19 de Março, dedicada a São José. O objetivo é a purificação, ao jogar às labaredas todo o dispensável para o ano que se inicia.

A princípio não eram mais que fogueiras acendidas por vizinhos. Porém,ao longo dos séculos XIX e XX a festa se especializou, ganhou aires de crítica social e fantasia carnavalesca e hoje em dia é famosa por queimar bonecos caricatos de personalidades.

crma2.jpg© Diego Tusón. Divulgação.

As falles (tochas, em valenciano) são feitas geralmente de poliestireno, também conhecido como isopor (Brasil) e esferovite (Portugal). Trata-se de um material leve, de talha fácil e, claro, apto para a incineração.

Essas propriedades permitem a construção de enormes estruturas alegóricas (algumas chegam a medir mais de 30 metros), que são instaladas em determinadas zonas da cidade para a contemplação do público.

Quando cai a noite do último dia de festa, entra em cena a Cabalgata del Fuego, um deslumbrante desfile pirotécnico.

crema4.jpg© Juan Carlos Cardenas. Divulgação.

A cremà (queima) ocorre logo depois. É um ritual de fechamento do evento. O momento é assistido por cidadãos e turistas, mas também pelos bombeiros.

Do começo ao fim o evento chama a atenção a vibração das cores, da magnitude das esculturas, etc... assim como a forte impressão que causam as chamas consumindo os bonecos, num espetáculo tão belo como macabro.

crema3.jpg© Diego Tusón. Divulgação.

Existe uma certa hierarquia enquanto à temática dos ninots (bonecos). Os satíricos são destinados ao público adulto e contam com as imagens distorcidas de políticos e figuras públicas. Já a ala infantil costuma dedicar-se aos temas mais fantasiosos.

Em ambos casos, artistas renomados e artesãos disputam os prêmios concedidos às melhores alegorias do festival pirotécnico.

Recentemente foi confirmada a candidatura das falles à categoria de Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

crema5.jpg© Diego Tusón. Divulgação.


version 1/s/geral// @destaque, @obvious //Javi