polimorfismo cultural

A cultura transposta num polimorfismo de subversão cognitiva... pare, leia e transcenda!

Leandro Godoy

Sou o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.

Killer Joe: o lado obscuro do sonho de vida norte-americano

William Friedkin está de volta!


tumblr_mqpvlaT6ft1qm7tpko1_500.jpg

O filme lançado em 2012 é de uma sensibilidade para o politicamente incorreto que chega a emocionar e a causar náuseas, quase uma comédia de erros se as consequências dos atos dos protagonistas não fossem colocadas de uma forma tão crua, brutal e realista. William Friedkin nos deu um grande filme ao estilo da revolucionária convicção e ideologia cinematográfica que salvou Hollywood da ruína total no final dos anos 1960, o movimento que ficou conhecido como ''Nova Hollywood'' ou ''Geração Sexo, Drogas e Rock N´Roll''. Enquanto Francis Ford Coppola, Steven Spielberg, George Lucas e até Martin Scorsese que também foram os cineastas que fizeram parte deste movimento, se entregam a nova forma de se fazer cinema seguindo os paradigmas da lucrativa industria cinematográfica, que tem o politicamente correto, o melodrama forçado e o ''colorido'' como parte da personalidade desta nova identidade, William Friedkin é da ''old school'', um eterno revolucionário que não tem medo de dissecar a natureza humana com uma navalha cega no mais sujo e purulento necrotério, um conceito underground que sempre será atemporal e fascinante.

O ser humano pode ser bastante cruel quando a necessidade sobrepõe a decência e a moral, e quando suas perspectivas em relação à vida são mínimas, isto o leva a praticar atos monstruosos que nenhuma ficção contemporânea poderia descrever, missão esta viável apenas para artistas completos e desnudos de limitações ditadas por uma sociedade que tem medo de expor suas vergonhas, um deles é o genial cineasta William Friedkin.

tumblr_mqlsz7aZWG1ru5a45o1_500.png

Neste filme Matthew McConaughey é o assassino de aluguel ''Killer'' Joe Cooper e ele não decepciona, e consegue dar vida a um personagem emblemático e marcante. Este filme é um daqueles que mostram de forma cômica e caricata as atitudes comportamentais das pessoas que moram no sul dos EUA, com todos seus vícios, paranoias e suas obsessões de viver o sonho de vida norte-americano.

Este pequeno texto é o máximo que irei escrever sobre este filme, porque quero manter desperta a curiosidade das pessoas que querem assisti-lo, este filme particularmente possui elementos surpresas que podem causar reações diversas nas pessoas que o assiste - algo não muito comum - e estraga-los é algo imperdoável, portanto... tenham uma ótima sessão!

01_300dpi.jpg

Trailer:


Leandro Godoy

Sou o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// @destaque, @obvious //Leandro Godoy