por trás do espelho

reflexões involuntárias

Eli Boscatto

Formada em Ciências Políticas e Sociais, curiosa, inquieta, adora se emocionar. Pretensa poeta.

A Intrigante Capela dos Ossos

Se algum dia pararmos para pensar se nossa existência é mesmo distinta ou aleatória e o porquê de estarmos nesse planeta e nesse tempo, talvez fosse interessante se pudéssemos observar o interior dessa capela. Ao mesmo tempo assustadora e bonita, sua decoração parece ter sido feita para nos lembrar da nossa condição.


800px-Capela_dos_ossos.jpg

A Capela dos Ossos é um dos mais conhecidos monumentos de Évora, em Portugal. Está situada na Igreja de São Francisco. Foi construída no sécurlo XVII por iniciativa de três monges que, dentro do espírito da contra-reforma religiosa, de acordo com as normativas do Concílio de Trento, pretendeu transmitir a mensagem da transitoriedade da vida, tal como se depreende do célebre aviso à entrada: "Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos". Fala-se que foi calculado por volta de 5000 ossos, provenientes dos cemitérios, situados em igrejas e conventos da cidade.

Poemas dentro da capela:

Poema sobre as caveiras As caveiras descarnadas São a minha companhia, Trago-as de noite e de dia Na memória retratadas Muitas foram respeitadas No mundo por seus talentos, E outros vãos ornamentos, Que serviram à vaidade, E talvez…na eternidade Sejam causa de seus tormentos.

Poema sobre a existência Aonde vais, caminhante, acelerado? Pára…não prossigas mais avante; Negócio, não tens mais importante, Do que este, à tua vista apresentado. Recorda quantos desta vida tem passado, Reflete em que terás fim semelhante, Que para meditar causa é bastante Terem todos mais nisto parado. Pondera, que influído d'essa sorte, Entre negociações do mundo tantas, Tão pouco consideras na morte; Porém, se os olhos aqui levantas, Pára…porque em negócio deste porte, Quanto mais tu parares, mais adiantas. Este soneto é atribuído ao Padre António da Ascensão Teles, pároco da freguesia de São Pedro na igreja de São Francisco) entre 1845 e 1848. evora31.jpg capela15.jpg evora_nyt_f_008.jpg ossos-4.jpg Ossuario de Brno (2).jpg Capela_Ossos_13.jpg 517552231_2da8997949.jpg


Eli Boscatto

Formada em Ciências Políticas e Sociais, curiosa, inquieta, adora se emocionar. Pretensa poeta..
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/recortes// @destaque, @obvious //Eli Boscatto