por trás do espelho

reflexões involuntárias

Eli Boscatto

Formada em Ciências Políticas e Sociais, curiosa, inquieta, adora se emocionar. Pretensa poeta.

Sociedades Secretas e Conspirações

As chamadas Sociedades Secretas há tempos despertam curiosidade. Algumas teriam sua origem na idade média com fins religiosos e políticos ou militares, como a Ordem dos Templários e a Ordem dos Cavaleiros de Malta, dos tempos das cruzadas, e cercadas de lendas.


drops-3.jpg

Algumas sociedades secretas existem até os dias de hoje, já outras não se sabe se existem de fato ou se são frutos da imaginação de alguém. Mas o que há em comum entre todas é o clima de mistério que as envolve, o que talvez se explique por causa de seus rituais secretos de iniciação, e as “teorias da conspiração” que as cercam, no que a literatura contribui muito. Um dos romances mais conhecidos que despertaram o interesse por essas sociedades e suas possíveis conspirações foi o livro “O Código Da Vinci” de Dan Brown, quando muitos ouviram falar pela primeira vez da Opus Dei. E como é comum quando um livro faz muito sucesso, surgiram outros tantos abordando o mesmo tema, inclusive do mesmo autor. Já Humberto Eco, reconhecido como um dos mais importantes escritores e pensadores vivos, em seu livro “O Cemitério de Praga”, faz uma imersão nesse mundo de conspirações e mistérios. O romance, com um certo tom irônico, é um tratado sobre o ódio e a história do preconceito. Um detalhe interessante é que o livro mistura personagens históricos reais a um anti-herói fictício inescrupuloso, mestre do disfarce e da conspiração a serviço de vários governos, que faz de tudo para se vingar de padres, jesuítas, comunistas, mas principalmente de judeus, o que teria causado certo desconforto em setores mais conservadores da sociedade italiana.

O Cemitério de Praga também lembra um dos mais impressionantes casos de falsificação da história: os protocolos dos sábios de Sião, um texto forjado pela polícia do Czar Nicolau II para justificar a perseguição aos judeus. Os escritos, que se acredita terem sido baseados em um texto francês - Diálogos no inferno entre Maquiavel e Montesquieu - descreviam um suposto plano para a dominação mundial pelos israelitas. E serviriam de inspiração a Hitler para os campos de concentração.

Se pudermos tirar alguma conclusão disso, seria de que as conspirações em geral quando surgem, trazem uma intenção oculta, e uma história conspiratória bem engendrada pode acabar virando “verdade” e resistir ao tempo. No passado a Igreja Católica conspirou por exemplo, para que maçons e judeus fossem vistos como coisa do mal, a heresia era uma ameaça ao poder constituído da igreja, o que justificava sua condenação pelos tribunais da inquisição. Conspirações já derrubaram reis. Elas surgiam quando algo desconhecido começava a se destacar, o poder se sentia ameaçado ou alguém queria tomá-lo. Servia para justificar a perseguição ou eliminação de possíveis grupos oponentes ou contrários a uma ordem estabelecida. Nas palavras de Humberto Eco, “basta falar de algo para esse algo passar a existir.”

Abaixo um pouco sobre a origem das principais sociedades secretas mais conhecidas

opus_dei.jpg Opus Dei - O Opus Dei é uma associação da Igreja Católica e foi fundado no dia 2 de outubro de 1928 por São Josemaría Escrivá de Balaguer, sacerdote espanhol canonizado em 2002. O termo latino "Opus Dei" significa "Obra de Deus". É uma Prelazia Pessoal composta por leigos, casados, solteiros e sacerdotes. Segundo consta, o Opus Dei tem por fim a difusão da vida cristã no mundo, ou seja, uma missão evangelizadora. No livro de Dan Brown, o Opus Dei seria uma ordem católica fundamentalista com poderes exclusivos dentro da igreja e com métodos pouco ortodoxos. Seria isso possível? Que essa sociedade é conservadora parece ser a lógica, já que tem sua origem na Igreja Católica, mas daí a pensar que eles estão por trás de tramas conspiratórias , vai uma longa distância. Afinal “O Código da Vinci” trata-se de uma obra de ficção.

Maconaria-1.jpg Maçonaria – O nome "maçonaria" provém do francês maçonnerie, que significa "construção", "alvenaria", "pedreira". O termo maçom (ou maçon), segundo o mesmo Dicionário, provém do inglês mason e do francês maçon, que quer dizer 'pedreiro', e do alemão metz, 'cortador de pedra'. O termo maçom portanto é um aportuguesamento do francês; maçonaria por extensão significa associação de pedreiros. O grupo foi fundado oficialmente em 1717, mas sua origem é atribuída aos tempos da Idade Média. Embora sua influência no mundo seja bem menor hoje em dia, sua fama continua a mesma, sendo a que possui mais membros, cerca de 5 milhões de integrantes em todo o mundo. O objetivo da Maçonaria é sobretudo a fraternidade, seus membros compartilham algumas ideias filosóficas fundamentais, como a crença em algo maior.

Imagem 234.jpg Rosacruz – conhecida pela sigra AMORC – Antiga e Mística Ordem Rosae Crucis, é uma confraria de iluminados existente na Alemanha a partir do século XVI e difundida pelos países vizinhos no século XVII, quando ficou publicamente conhecida através de três manifestos elaborados e lançados na Europa entre os anos 1607 e 1616: Fama Fraternitatis, Confessio Fraternitatis e Núpcias Alquímicas de Christian Rozenkreuz. Está inserida na tradição esotérica ocidental e tem por objetivo primordial levar o homem ao autoconhecimento e à manifestação de sua real natureza espiritual, a fim de contribuir para a evolução da humanidade. Para alguns historiadores a Ordem teria nascido de uma fusão do cristianismo primitivo, o gnosticismo, com a mitologia egípcia.

images (4).jpg Illuminati – Muitas pessoas ainda acreditam que os Illuminati da Baviera existam até os dias atuais, e que estão por trás do controle do mundo. Mas eles surgiram na Europa em 1776 e estiveram diretamente relacionados ao início da Revolução Francesa, tendo o grupo se desfeito logo em seguida. No entanto a teoria da conspiração sugere que os Illuminati são as 13 famílias mais ricas do mundo, que ditam as regras do jogo, controlando todos os governos. Há rumores de sua existência levantados em símbolos ou referências na mídia, principalmente em filmes e em diversos lugares como no estranho monumento da Georgia nos EUA, os caixões do FEMA (Federal Emergency Management Agency), na sinistra decoração do Aeroporto de Denver e em vários lugares, como na nota de 1 dólar. O objetivo dessa sociedade secreta atualmente seria criar um governo mundial, com uma única moeda, onde não há países e nenhuma religião, além de manter a população mundial abaixo dos 500 milhões de habitantes. Outro dado curioso é que existiria uma sociedade secreta estudantil fundada em 1832 na Universidade de Yale, chamada Crânio & Ossos, que teria conexão com os Illuminati. Aqui um parênteses para falar um pouco sobre a história da cidade que dá nome ao livro de Humberto Eco: Praga é a capital e a maior cidade da República Checa. Os pactos de Munique, de 1938, cederam a cidade e o país à Alemanha nazi até o final da segunda guerra mundial, quando a Checoslováquia passou para a órbita da união soviética. Em 1968 a cidade foi cenário do movimento popular que se tornou conhecido como Primavera de Praga, que resultou na invasão das tropas do Pacto de Varsóvia. As manifestações populares de repúdio à ocupação se multiplicaram e foram reprimidas com violência. Em 31 de dezembro de 1992, com a dissolução dos laços que uniam checos e eslovacos numa federação única, Praga deixou de ser a capital da Checoslováquia e passou a ser o que é hoje.

Fontes: Wikipedia, livro O Cemitério de Praga


Eli Boscatto

Formada em Ciências Políticas e Sociais, curiosa, inquieta, adora se emocionar. Pretensa poeta..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Eli Boscatto