por trás do espelho

reflexões involuntárias

Eli Boscatto

Formada em Ciências Políticas e Sociais, curiosa, inquieta, adora se emocionar. Pretensa poeta.

O fantástico mundo de Tim Burton

Em fevereiro de 2016 acontecerá no MIS Museu da Imagem e do Som de São Paulo a exposição ”O Mundo de Tim Burton”.


TimBurton-MoMA03.jpg

Tim Burton é tido como um dos diretores de cinema mais geniais da atualidade e ao vermos uma animação produzida por ele, logo identificamos de quem é. Nascido na Califórnia, Estados Unidos, em 25 de agosto de 1958, desde criança se perdia nas histórias arrepiantes de Edgar Allan Poe e nas imagens dos filmes de terror. Depois de concluir o colegial ganhou uma bolsa para cursar o Instituto das Artes da Califórnia e conseguiu um trabalho na Disney como aprendiz de animador. Ele já produziu filmes como o Batman de 1989, Batman – o Retorno de 1992, A Fantástica Fábrica de Chocolate e o inesquecível Edward Mãos de Tesoura, filmes cheios de magia e fantasia.

Tim Burton tem uma interpretação toda pessoal das histórias de horror onde seus personagens transitam entre o bizzaro e o poético, e para compor suas animações se inspirou nos trabalhos de estilo dark do ilustrador belga Toon Hertz.

Aquele velho dilema que na medida em que nos assusta também nos inspira, está quase sempre presente nos enredos de Burton, mas de uma forma bem humorada, lúdica, cercada de uma ironia sutil, que encanta tanto crianças quanto adultos. Afinal a fantasia, como resgate da infância perdida, é um alento para as almas mais maduras. Seu protagonista preferido é Johnny Deep, que fica muito à vontade nos personagens criados por Burton, que também já convidou ícones dos filmes de terror como Vincent Price e Chistopher Lee para suas produções. O primeiro curta de animação de Tim Burton, Vincent, foi baseado em seu livro de poemas The Melancholy death of Oyster Boy and other stories (O triste fim do pequeno Menino Ostra e outras histórias). Em 2010 Burton fez a refilmagem de Alice no País das Maravilhas, da célebre obra de Lewis Carroll. Agora há rumores de que Tim Burton estaria trabalhando no remake da Bela Adormecida, porém dessa vez com a bruxa Malévola como a personagem central do clássico.

Seguem alguns de seus filmes de animação mais conhecidos

202235-970x600-1.jpeg

Frankenweenie – 2012 No enredo, pelo título uma clara alusão ao famoso personagem do filme Frankenstein, o garoto Victor, adora fazer filmes caseiros de terror quase sempre estrelados por seu cachorro Sparky. Mas quando seu melhor amigo morre atropelado, ele fica tão inconformado que inspirado por seu professor nas aulas de ciências, resolve construir uma máquina para tentar reviver Sparky. Mas o que ele não imaginava é que Sparky voltasse com hábitos um tanto estranhos.

07_mhg_rshow_salvacao.jpg

“9” – A Salvação – 2009 Em um mundo devastado pela ganância do homem, sobraram apenas máquinas e estranhos bonecos de tecido. O boneco “9” desperta no laboratório de seu criador e, desorientado, deixa o local. Ele encontra o boneco “2”, que o conserta para que possa também falar. Logo ambos são atacados por uma máquina, que leva “2” como prisioneiro. Então “9” encontra outros bonecos que o levam para seu esconderijo. Lá ele conhece “1”, líder dos bonecos, que prega que eles devam se esconder até que as máquinas deixem de funcionar. Só que “9” deseja resgatar “2” e tenta convencer outros bonecos a ajudá-lo em sua missão.

a9150.jpg

A Noiva Cadáver – 2004 Em um vilarejo do século XIX o protagonista está prestes a se casar, mas acidentalmente se casa com a Noiva-Cadáver que o leva para conhecer a Terra dos Mortos. Ele pretende desfazer o engano, mas aos poucos percebe que a Terra dos Mortos é bem mais animada que o meio vitoriano em que nasceu e cresceu. Alguém duvida? vincent-1982-short-film.png

Vincent – 1982 Vincent foi o primeiro filme de curta-metragem de animação de Tim Burton, ainda em preto e branco, em forma de um poema escrito por Burton e narrado por Vincent Price. Pode-se dizer que é auto-biográfico contando a história do jovem Vincent Mallory, refletindo um pouco da infância do realizador e sua admiração pelo narrador Vincent Price que influenciou seu estilo.


Eli Boscatto

Formada em Ciências Políticas e Sociais, curiosa, inquieta, adora se emocionar. Pretensa poeta..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/cinema// //Eli Boscatto