por uma linha que caiba

Rabiscos aleatórios daquilo que a rotina não sustenta

Priscila Pasko

Priscila Pasko é jornalista. Ainda não tem uma opinião formada sobre a sua pessoa, mas tem certeza de que se puder escrever será alguém feliz.

Deixe uma mensagem ao passado

Você cultiva uma dose bondosa de generosidade ao se enxergar mais jovem, não é? Perceba, você parece muito mais paciente, tolerante e cuidadoso. Quem diria. Você tolerante consigo mesmo.


10014572_10203388135245712_1034920197_n.jpg

Como resumir em duas palavras o que poderia anteceder uma vida inteira? Que alerta seria capaz de lhe tornar uma pessoa melhor da que é hoje? Que aviso poderia lhe privar dos sofrimentos futuros? Que mensagem lhe daria conforto? "Sim, vai dar tudo certo"? Ou "não, muita coisa vai sair dos trilhos"? Pois cuidado, não permita que o seu otimismo inebrie a realidade que terá de enfrentar pela frente. Mas também não comprometa com o seu pessimismo o longo caminho a ser explorado. Os percalços são inevitáveis, porém é preciso manter a leveza. Seja leve.

Você cultiva uma dose bondosa de generosidade ao se enxergar mais jovem, não é? Percebo em sua expressão ao lançar este olhar carinhoso sobre a foto que segura em mãos. O mesmo acontece quando um aroma, um gosto ou um nome o arrasta para as lembranças da infância.

Perceba, você parece muito mais paciente, tolerante e cuidadoso. Veja só! Você tolerante consigo mesmo. Desculpa a indiscrição, mas isso fica evidente na cova que acaba de abrir em seu rosto... Ó, não me diga que seus olhos estão úmidos de lágrimas? Sinta-se à vontade, não se incomode comigo.

Não perca o objetivo. Leia novamente a pergunta. Isso, agora com mais calma.

Pense bem no que escreverá. Seja cauteloso, afinal, aqui, neste momento, você é pai e mãe de si mesmo. Seja doce. Olhe como você, mais jovem, mantém os olhos fixos e atentos para sua parte já madura. Notou o brilho nos olhos? Você está atento ao que você irá dizer. A expectativa é alegre. Você espera algo bom vindo de você. Aliás, por que raios você não se trata desta forma ao se enxergar no espelho? Por que tanta repreensão? Por que a impaciência? Não esqueça nunca mais destes olhos esperançosos olhando para você.

Lamento, o meu tempo está acabando. O seu também. Quanto mais você irá esperar? Coragem! Diga duas palavras, vamos lá. O "você jovem" ainda o aguarda, até porque a vida precisa continuar. Mesmo que seja sem você.


Priscila Pasko

Priscila Pasko é jornalista. Ainda não tem uma opinião formada sobre a sua pessoa, mas tem certeza de que se puder escrever será alguém feliz..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// //Priscila Pasko