pra não dizer que não falei das flores.

Eu convido você para um mundo onde não existe tal coisa como o tempo.

Isabel Nobre

Nem sei mais.

Eu vou fazer-lhe uma oferta que você não pode recusar

A trilogia de filmes “Poderoso Chefão” (The Godfather) dirigidos por Francis Ford Copolla com o primeiro estreando em 1972, são considerados como uma obra de arte, uma referência cinematográfica, juntamente com Cidadão Kane. Sendo assim, não poderiam faltar obras inspiradas ou até mesmo paródias.


popularidade-poderoso-chefao-simpsons.jpg

Steven Spielberg confessou em uma entrevista que pensou em desistir de seguir a carreira de diretor, pensou: “Eu nunca vou conseguir fazer um filme como Poderoso Chefão, melhor eu desistir”. Como sabemos, ele não desistiu, ainda bem.

poderoso.jpg

Não é comum encontrarmos alguém que não tenha gostado de The Godfather, na verdade acho que essa probabilidade nem existe. Com o filme sendo o que é, um dos melhores filmes de todos os tempos, homenagens, referências e paródias não faltam.

o_poderoso_chefao_parte_2_1974_g.jpeg

Família Soprano é uma série de televisão que, no contexto em que foi ao ar, em pleno ano de 1999, em que séries dramáticas eram raras e as que existiam passavam longe do conceito de “qualidade”, Sopranos foi uma verdadeira revolução. E é completamente influenciada por Poderoso Chefão. Tony Soprano (o excelente James Gandolfini) é o chefe de uma família mafiosa de New Jersey. Ele é casado com Carmela Soprano (a também excelente Edie Falco) e tem um casal de filhos: Meadow Soprano (Jamie-Lyn Sigler) e A. J. Soprano (Robert Iler). Tony tem uma típica vida suburbana americana: uma linda casa com piscina, carros e tem que lidar com a vida doméstica como cada um de nós. Ele todo dia de manhã sai de roupão para pegar o jornal no portão de sua casa, tem o hábito de tomar café da manhã na cozinha estilo “americano” que tem e costuma adorar os patos que adotaram sua piscina como lago particular. Tony até mesmo tem problemas pessoais como qualquer pessoa normal: ele sofre de ataques de pânico, o que o faz ser paciente da bela psiquiatra Dra. Jennifer Melfi (Lorraine Bracco). Essa relação hesitante entre paciente e médico é que dá o impulso para toda a série e é um motivo recorrente em todas as seis temporadas. Na sua concepção mais básica, essa relação é complicada pois Tony é um chefe da máfia e os italianos mafiosos, em princípio, não “acreditam” em psiquiatras. É um motivo de humilhação Tony ter que ver um e admitir que tem problemas de pânico que, em última análise, são problemas mentais. E o interessante – até chocante – é a comparação entre a imagem que temos dos mafiosos em O Poderoso Chefão e em Família Soprano. O sofisticado é trocado pelo mundano. O rico é trocado pela classe média, talvez classe média alta em alguns casos. Os belos ternos são trocados por camisetas ou roupas com um “quê” de bregas. Mesmo a violência tão evidente em O Poderoso Chefão é trocada por algo mais real, mais próximo de nós, do dia-a-dia.

E as referências não param por ai, quem nunca deu boas gargalhadas assistindo South Park? Bem, uma das cenas mais engraçadas é uma paródia-homenagem de Poderoso Chefão 2.

Simpsons é outra animação que faz muitas referências a Poderoso Chefão.

Family Guy não fica pra trás.

Tom Hanks costuma dar uma festa, cujo nome é Poderoso Chefão. Já podemos imaginar como é. Ele chama todos os seus amigos e lá passam sessões de poderoso chefão, é uma coisa meio Rock Horror Show, onde ficam encenando, imitando, enquanto o filme passa na tela.

talking about the godfather from You've Got Mail... por Anyclip

Bem, que tal fazer uma pipoca agora e ir rever o nosso velho Don Corleone?


Isabel Nobre

Nem sei mais..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// //Isabel Nobre