pra não dizer que não falei das flores.

Eu convido você para um mundo onde não existe tal coisa como o tempo.

Isabel Nobre

Tenta ser várias vezes pra desentender melhor.

Uma pausa para apreciar: Beleza Americana

O filme beleza americana não é só uma crítica sociopolítica aos dias atuais, é uma obra que abrange todo o mundo, tanto o mundo interior de cada ser humano quanto o mundo exterior. Por se passar nos Estados Unidos, a obra assume características desse país, mas ela transcende os limites da geografia.



beleza-americana.jpg Como Brás Cubas, de Machado de Assis, Beleza Americana trata das memórias póstumas de Lester Burnham (Kevin Spacey, com uma atuação brilhante). Ele é um homem de meia idade que sofre de uma crise de identidade ao ser despedido do trabalho. Regride ao comportamento juvenil, passa a usar maconha, fazer musculação e a ter fantasias com a amiga de sua filha. tumblr_movavr7Kiz1s5wbqco1_500.jpg O filme poderia ser considerado uma sinfonia em torno da meia-idade, uma passagem difícil por ser aquela que fica mais exigente que muitos ideais do ego não se concretizarão, pois "não há" um futuro para concretiza-lo. tumblr_movavl80nS1s5wbqco1_500.jpg Mas não é só a meia-idade que é uma passagem difícil, a própria vida é uma passagem difícil e Beleza Americana mostra isso. Crescemos, ficamos adultos e continuamos com medo, cabe a cada um de nós achar uma forma de conviver com essa realidade. Assim o filme é um grande painel das dificuldades da vida em família e em sociedade. O medo, a desconfiança, o ódio, a loucura, mas também o amor e a beleza, a presença da arte. beleza-americana (1).jpg O filme mostra as relações sem hipocrisia. Não seria a esposa de Lester uma Madame Bovary dos dias atuais? A obra mostra como a busca pela felicidade e como a busca por bens materiais se confunde. American-Beauty.jpg O jovem vizinho de Lester está permanentemente filmando. Isso poderia ser entendido como uma impossibilidade defensiva de entrar em contato direto com a realidade ou poderíamos interpretar como a metáfora do artista, que está permanentemente vendo a realidade através de sua sensibilidade especial. A arte é o filtro que tudo marca e registra, que resgata da dissipação do tempo, a beleza, que apesar de tudo existe e é visível para alguns.Ele também encarna o mito do artista que manipula a loucura da sociedade sem se deixar por ela corromper, captando a beleza da vida, cuja intensidade as vezes lhe parece insuportável.

Beleza americana é um hino de amor a vida. Apesar de tudo, ainda há a beleza corriqueira e intensa. Reforça os valores da existência, e nos mostra que, se não existirmos, se não vivermos, não nos restará nada.

Gênero: Drama Direção: Sam Mendes Roteiro: Alan Ball Elenco: Alison Faulk, Allison Janney, Amber Smith, Annette Bening, Ara Celi, Barry Del Sherman, Brenda Wehle, Carolina Lancaster, Chekesha Van Putten, Chelsea Hertford, Chris Cooper, Dennis Anderson, Emily Zachary, Erin Cathryn Strubbe, Fort Atkinson, Heather Joy Sher, Joel McCrary, John Cho, Kent Faulcon, Kevin Spacey, Krista Goodsitt, Lily Houtkin, Lisa Cloud, Marissa Jaret Winokur, Matthew Kimbrough, Mena Suvari, Nancy Anderson, Peter Gallagher, Reshma Gajjar, Romana Leah, Sam Robards, Scott Bakula, Stephanie Rizzo, Sue Casey...

Em 2001, foi indicado ao César de Melhor Filme Estrangeiro

Em 2000, conquistou os Oscars de Melhor Ator (Kevin Spacey), Fotografia, Direção, Melhor Filme, Roteiro Original e foi indicado aos de Atriz (Annette Bening), Edição e Trilha Sonora.

Isabel Nobre

Tenta ser várias vezes pra desentender melhor..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do obvious sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
x6
 
Site Meter